Terça-feira, 16 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1045
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Emissora alemã tira repórteres do Iraque

28/09/2004 na edição 296

A maior emissora de TV da Alemanha, ARD, anunciou que vai retirar seus dois correspondentes do Iraque. A decisão veio depois que o Ministério de Relações Exteriores do país alertou que profissionais de imprensa alemães corriam risco de seqüestro. O governo espanhol também recomendou que organizações jornalísticas tirassem seus correspondentes do país ocupado. A agência estatal Efe tirou seu último correspondente espanhol de Bagdá. Desde abril, mais de 100 estrangeiros já foram seqüestrados no Iraque. A maioria foi libertada, mas cerca de 30 foram assassinados, informa a Reuters [24/9/04].



Reuters ajudará na criação de agência

A Fundação Reuters, obra de caridade da agência noticiosa homônima, planeja ajudar a fundar uma agência de notícias iraquiana, oferecendo treinamento profissional a 60 jornalistas locais. O projeto prevê a criação de um centro de intercâmbio virtual de matérias, onde os veículos de comunicação terão acesso a matérias escritas por esses repórteres e também ao conteúdo em árabe da Reuters. Segundo a diretora da fundação, Rosemary Martin, o serviço poderá ser especialmente útil para informar os iraquianos sobre a eleição a ser realizada em janeiro. The Guardian [21/9/04] reporta que a Reuters tem uma longa história de contribuição ao jornalismo independente. Ela ajudou, por exemplo, na formação de agências noticiosas na Alemanha e na Áustria após a 2a Guerra Mundial.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem