Domingo, 27 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº988
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > BBC

Emissora enfrenta protestos por documentário

24/08/2004 na edição 291

Um ano depois de atingir uma meta de 10 % dos funcionários pertencentes a minorias étnicas, a BBC encontra-se envolvida em uma polêmica com o documentário O Problema com os Homens Negros, dividido em três partes. No primeiro episódio do programa, televisionado pela BBC3, o jornalista negro David Matthews relata problemas sofridos por meninos afro-caribenhos no sistema educacional.

Associações de minorias étnicas tentam impedir que as outras duas partes do documentário sejam transmitidas. O porta-voz da organização não-governamental Ligali, Toyin Agbetu, disse que o primeiro programa da série ‘concretizou nossos piores temores’. Para ele, o documentário é desbalanceado e tem um título extremamente ofensivo.

Nos dois próximos episódios, são tratadas a ligação entre os jovens negros e o crime e, também, o estereótipo sexual do negro como promíscuo. Membros das minorias étnicas acusam a BBC de estar reforçando os estereótipos raciais e falhando em apontar soluções adequadas para a crise.

Problema estatístico

Participante da comissão executiva do programa, Celia Taylor defendeu que o documentário é baseado em uma compilação de estatísticas que mostram que jovens afro-caribenhos são três vezes mais predispostos a serem expulsos das escolas do que os jovens brancos.

Porém, essa justificativa não satisfez aos representantes das minorias que, como Michael Eboda, editor do jornal New Nation, voltado para o publico negro, acreditam que a BBC continua falhando com a minoria negra. ‘A maioria das pessoas neste país não sabe nada sobre as pessoas das minorias étnicas. Quando você faz programas como este, esta é a única idéia que essas pessoas vão ter sobre como as pessoas negras são. Isto é muito errado’, disse ele.

Outro jornal voltado para o publico negro, The Voice, transpareceu em seu editorial a mesma preocupação com o fato do documentário explorar ‘o estereótipo racista do homem negro como promíscuo, preguiçoso e obcecado por rap ‘. As informações são de Ciar Byrne [The Independent 19/8/04].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem