Sábado, 20 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Empresa americana proíbe anúncio anti-guerra

20/07/2004 na edição 286

Um grupo de ativistas anti-guerra acusa a Clear Channel Communications, uma das maiores companhias de mídia dos EUA, de proibir que seja colocado na Times Square, em Nova York, um outdoor com críticas à guerra do Iraque.

O anúncio – uma imagem de uma bomba em vermelho, azul e branco com os dizeres ‘Democracia é melhor ensinada pelo exemplo, não pela guerra’ – deveria ser colocado no próximo mês e estaria à mostra durante a convenção do partido Republicano para anunciar a candidatura de George Bush à reeleição.

O grupo havia feito um acordo em dezembro do ano passado com a Spectacolor, uma divisão da Clear Channel, para colocar o outdoor. A empresa cobrou US$ 368 mil pelo espaço entre os dias 2/8 e 2/11, data da eleição presidencial. Mas os membros do grupo afirmam que a Clear Channel voltou atrás no acordo.

O presidente e executivo-chefe da companhia, Paul Meyer, disse que se opõe ao uso da imagem da bomba. Segundo ele, a Clear Channel concordaria com o anúncio se a bomba fosse trocada por uma pomba. ‘Não temos preferências políticas, apenas fazemos objeções à imagem’, afirmou. Além disso, o outdoor também deveria contar com a permissão do hotel Marriot Marquis, onde ficaria posicionado – e o hotel também não gostou nada da bomba que, segundo sua porta-voz, é ‘inadequada’. Informações de Raymond Hernandez e Andrea Elliott [The New York Times, 12/7/04].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem