Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1067
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Empresário abre mão de controle de companhia

05/10/2004 na edição 297

Lorde Black, o empresário de mídia acusado de desviar dinheiro do grupo Hollinger International, abriu mão de seu poder de decisão na companhia Hollinger Incorporated, fazendo a mais clara admissão até agora de que está cedendo às acusações de corrupção feitas contra ele. A Hollinger Incorporated, empresa sediada no Canadá, controla 68% dos direitos de voto na Hollinger International, um complexo grupo de mídia que detém alguns dos mais importantes jornais do mundo, como o Chicago Sun-Times, o Jerusalem Post e o londrino Daily Telegraph (já vendido).

No ano passado, acionistas da Hollinger International passaram a acusar Black e outros executivos da empresa de receberem pagamentos ilegais e abriram processo contra eles. O lorde então renunciou a seu cargo na presidência na companhia sediada nos EUA, mas se mantinha atuante na Hollinger Incorporated, onde até agora parecia ter sido pouco afetado pelo escândalo de corrupção, apesar de já estarem surgindo acusações semelhantes contra ele nesta empresa.

Black diz que criará uma comissão formada por pessoas que não estejam envolvidas nas acusações para representar sua fatia majoritária na Hollinger Incorporated. Fontes ligadas à Hollinger International disseram ao Financial Times [28/9/04] que tudo não passa de uma artimanha do executivo para disfarçar a manutenção de seu controle sobre a companhia canadense.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem