Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > INTERNET

Empresas se unem por independência na rede

19/01/2010 na edição 573

O Google e a Verizon Communications manifestaram apoio a uma regulamentação mínima da internet e a uma administração sensata da rede, em um documento submetido na semana passada à Comissão Federal de Comunicações (FCC, sigla em inglês). ‘Não concordamos em todas as questões, mas temos a mesma opinião no que se refere à continuidade do mínimo envolvimento governamental possível’, escreveram as duas empresas.

Em outubro, a FCC emitiu formalmente uma proposta de neutralidade na rede, colocando, na época, fornecedores de conteúdo como Google e eBay contra provedores como Verizon, AT&T e Comcast. As opiniões são diversificadas. Os que apoiam as sugestões, incluindo grupos de interesse público, alegam que os provedores devem ser proibidos de impedir ou diminuir o tráfego de acordo com a receita que o conteúdo gera e que as novas regras deveriam ser aplicadas às redes sem fios. As empresas que oferecem banda larga, por sua vez, argumentam que o aumento no volume de serviços que demandam mais banda larga, como compartilhamento de vídeo, requerem uma administração ativa das redes. Já os fornecedores de rede sem fio, como Verizon Wireless, AT&T, Sprint Nextel Corp e T-Mobile são contrários às regras, pois acreditam que a inovação ficará prejudicada.

A FCC pretende aprovar a proposta final de neutralidade ainda este ano, quando uma corte de apelações americana decidir se a comissão tem autoridade para agir em questões de administração de redes de banda larga. Informações de John Poirier [Reuters, 15/1/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem