Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > IRAQUE

Exército americano liberta cinegrafista da Reuters

11/02/2010 na edição 576

O Exército americano no Iraque libertou o jornalista Ibrahim Jassam Mohammed após mantê-lo sob custódia por 17 meses sem acusação formal. O iraquiano Mohammed, de 33 anos, trabalhava como freelancer para a agência Thomson Reuters quando sua casa, em Mahmudiya, ao sul de Bagdá, foi invadida por militares americanos e iraquianos em setembro de 2008.


Na ocasião, o Exército americano emitiu declaração dizendo que Mohammed, que atuava como cinegrafista e fotógrafo, havia sido considerado uma ameaça à segurança do Iraque. ‘Estou muito feliz que esta longa prisão sem acusações tenha finalmente chegado ao fim’, afirmou David Schlesinger, editor-chefe da Reuters.


A organização Repórteres sem Fronteiras, com sede em Paris, comemorou a libertação do jornalista, mas criticou o modo como o Exército dos EUA lidou com o caso, ressaltando que um tribunal do Iraque chegou a ordenar a soltura de Mohammed. Outros jornalistas que trabalham para organizações de notícias estrangeiras, entre elas as agências AP e AFP, também já foram detidos sem acusações formais pelos militares americanos que atuam no Iraque. Informações da AFP [10/2/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem