Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

MONITOR DA IMPRENSA > COLÔMBIA

Explosão em frente a estação de rádio deixa feridos

13/08/2010 na edição 602

Um carro-bomba explodiu na manhã de quinta-feira [12/8] em frente ao prédio que abriga a Caracol, uma das principais estações de rádio da Colômbia, e a sucursal da agência de notícias espanhola EFE em Bogotá. Nove pessoas ficaram feridas sem gravidade. Na hora do ataque, a rádio transmitia um programa de notícias. O diretor Darío Arizmendi cobriu os momentos após a explosão, ao vivo, de dentro do prédio, até ser retirado pela polícia. Arizmendi classificou o incidente de ‘ataque à liberdade de imprensa’.


A explosão ocorreu apenas cinco dias após o novo presidente da Colômbia, o ex-jornalista Juan Manuel Santos, ter sido empossado. Santos foi ao local após o ataque e prometeu ‘combater os terroristas’. Nenhum grupo assumiu a autoria. Segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras, é preciso que as autoridades respondam com cautela ao ataque. ‘Quem são os terroristas a que o presidente se referiu? A ‘guerra contra o terror’ teve um um preço alto para a mídia sob o governo anterior. É necessária uma investigação séria e imparcial para determinar quem é o responsável por este ato criminoso’, declarou.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem