Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Falso New York Times distribuído em Manhattan

12/11/2008 na edição 511

No início da manhã de quarta-feira (12/11), foi distribuída nas ruas de Nova York uma edição falsa do New York Times, com a chamativa manchete ‘Termina guerra no Iraque’. Os exemplares, bastantes parecidos com o jornalão original, traziam a data de 4 de julho de 2009 e tinham outros títulos fictícios, como ‘Ex-secretário se desculpa por susto das armas de destruição em massa’. Além do jornal impresso, também foi criado um sítio com as falsas notícias.



Mas qual o propósito da brincadeira? E quem seria seu autor? Segundo o sítio Gawker [12/11/08], o plano foi bolado por um grupo liberal chamado The Yes Men (algo como Os Homens do Sim), que costuma pregar peças criando sítios falsos e passando-se por porta-vozes e executivos de grandes empresas e organizações, como a Organização Mundial de Comércio e o McDonalds.


Esforço


O projeto do New York Times foi concretizado com a ajuda de voluntários recrutados por meio de um sítio chamado Because we want it (porque nós queremos). Em mensagem enviada para potenciais colaboradores, na noite de terça-feira (11/11), o grupo, que até então tentava se manter anônimo, informava os locais para pegar o jornal para distribuição e dizia que a falsa edição é fruto de um ano de trabalho. No fim da manhã, o The Yes Men divulgou nota reivindicando a autoria da ação e informando que foram impressos mais de 1 milhão de jornais e que milhares de voluntários participaram da operação.


Segundo o ex-repórter do Times Alex S. Jones, hoje diretor do Centro Shorenstein sobre Imprensa, Política e Políticas Públicas, de Harvard, a brincadeira pode ser considerada ‘um grande elogio ao jornal’. ‘Eu diria que, se você conseguiu uma cópia, guarde-a. Ela provavelmente se tornará item de colecionador. Fico contente em ver que alguém acha que a edição impressa do Times valha uma cópia falsa tão bem elaborada. Uma imitação online teria sido infinitamente mais fácil de fazer. Mas criar uma edição impressa e distribuí-la em estações de metrô? É necessário muito esforço’. Informações de Oliver Luft [Guardian.co.uk, 12/11/08], de Sewell Chan [City Room, The New York Times, 12/11/08] e da Editor & Publisher [12/11/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem