Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

ENTRE ASPAS > TERÇA-FEIRA, 19/1

Globo de Ouro destaca sucesso comercial

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 20/01/2010 na edição 573


Leia abaixo a seleção de terça-feira para a seção Entre Aspas.


 


************


Folha de S. Paulo


Terça-feira, 19 de janeiro de 2010


 


PREMIAÇÃO


Fernanda Ezabella


‘Avatar’ ganha noite do Globo de Ouro


‘‘Avatar’ e ‘Se Beber, Não Case’, filmes que fizeram história por suas bilheterias, saíram vencedores da 67ª edição do Globo de Ouro, na noite de anteontem, em Beverly Hills, nos EUA, em cerimônia da associação de jornalistas estrangeiros em Hollywood.


Os prêmios não chegam a ser um termômetro muito acurado do que será visto no Oscar, já que os jurados de ambas as cerimônias não coincidem, mas é uma festa de gala com todos os poderosos do cinema americano e com discursos emocionados que podem influenciar os membros da Academia (o anúncio dos indicados ao Oscar será no dia 2 de fevereiro).


Ricky Gervais, o chefe irônico do seriado britânico ‘The Office’, comandou a festa com piadinhas sobre sua própria série e com ajuda de convidados como Arnold Schwarzenegger e Paul McCartney. O ex-beatle deu uma das melhores frases da noite, ao entregar o prêmio de animação para ‘Up – Altas Aventuras’): ‘Animação não é só para crianças, é também para adultos que tomam drogas’.


‘Avatar’, trama que mistura animação com atores de verdade, em uma lua de seres azuis chamada Pandora, ficou com o prêmio de melhor drama e direção para James Cameron. O longa se aproxima de ser o mais lucrativo de todos os tempos, ultrapassando ‘Titanic’, também de Cameron. Detalhe: ‘Titanic’ também recebeu os mesmos Globos de Ouro, antes de arrebatar 11 Oscars há 12 anos.


‘Se Beber, Não Case’, comédia para maiores de 18 anos com a maior bilheteria já vista nos EUA, ganhou o prêmio da categoria. Os atores principais subiram ao palco, ao lado do diretor Todd Phillips e de Mike Tyson, que faz uma ponta.


Na premiação para atores e atrizes, confirmou-se o que vem sendo visto em outros eventos. No quesito drama, Jeff Bridges foi considerado o melhor pelo papel de cantor country decadente em ‘Crazy Heart’, que já lhe valeu seis indicações e três prêmios nesta temporada. Mo’Nique, que faz um dos papéis mais cruéis do cinema como a mãe que bate na filha em ‘Preciosa’, ganhou como atriz coadjuvante. Para ator coadjuvante, ficou Christoph Waltz, por seu vilão nazista em ‘Bastardos Inglórios’. Meryl Streep quebrou o recorde de estatuetas do Globo de Ouro, ao receber sua sétima pela interpretação da chef alto astral Julia Child em ‘Julie & Julia’.


Entre os seriados, os adolescentes do musical ‘Glee’ ficaram com o prêmio principal da categoria, enquanto os publicitários de ‘Mad Men’, com o de série dramática. Toni Collette foi uma das primeiras premiadas da noite, pela personagem de múltiplas personalidades em ‘United States of Tara’, que estreia em fevereiro na Fox.’


 


 


André Barcinski


Prêmio é festa da indústria, não do cinema


‘Se alguém ainda tinha dúvidas de que, em Hollywood, sucesso comercial é sinônimo de qualidade, essa dúvida desapareceu na madrugada de segunda-feira, quando o Globo de Ouro elegeu dois filmes apenas medianos, porém imensos sucessos de bilheteria, ‘Avatar’ e ‘Se Beber, Não Case’, como os melhores de 2009.


James Cameron levou ainda o prêmio de melhor diretor por ‘Avatar’, o que o coloca como grande favorito ao Oscar.


Que ele tenha desbancado Quentin Tarantino (por ‘Bastardos Inglórios’) e, especialmente, sua ex-mulher Kathryn Bygelow (pelo excepcional ‘Guerra ao Terror’, sobre um esquadrão antibombas em Bagdá), é a prova de que o Globo de Ouro é, assim como o Oscar, mais uma celebração da indústria do cinema do que, propriamente, do cinema.


Os prêmios foram pulverizados entre os principais concorrentes. A impressão é que a HFPA (Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood), que organiza o Globo de Ouro, não queria desagradar a ninguém.


Jeff Bridges (‘Crazy Heart’) e Sandra Bullock (‘O Lado Cego’), dois veteranos que nunca haviam levado um Globo de Ouro, foram premiados. Robert Downey Jr. (‘Sherlock Holmes’) também.


E Meryl Streep, indicada 26 vezes, levou mais uma estatueta, por ‘Julie & Julia’.


Prêmio para novatos, só mesmo para os favoritíssimos coadjuvantes Christoph Waltz (‘Bastardos Inglórios’) e Mo’Nique (‘Preciosa’).


Entre os injustiçados, o destaque foi Quentin Tarantino: considerado barbada para o prêmio de melhor roteiro por ‘Bastardos Inglórios’, uma saga de soldados insanos que caçam nazistas, foi preterido por Jason Reitman e Sheldon Turner por ‘Amor Sem Escalas’, uma comédia de humor negro sem muito brilho, com George Clooney no elenco.


Ao escolher ‘Avatar’ e ‘Se Beber, Não Case’ como os melhores filmes de 2009, o Globo de Ouro reitera mais uma vez: em Hollywood, bilheteria e qualidade artística são a mesma coisa.’


 


 


GOVERNO


Ministro diz que ataque à mídia não partiu do governo federal


‘O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, buscou ontem livrar o governo de responsabilidade sobre os ataques feitos à mídia no texto-base da 2ª Conferência Nacional da Cultura, previsto para março. ‘A sociedade tem seus temas polêmicos e todo mundo participa [da conferência]. As posições do governo vêm depois.’ O documento diz que ‘o monopólio dos meios de comunicação (mídias) representa uma ameaça à democracia e aos direitos humanos’.’


 


 


INTERNET


‘NYT’ pode adotar assinatura on-line


‘O ‘New York Times’ deve anunciar ainda neste mês que vai começar a cobrar pelo acesso ao conteúdo on-line, diz a revista ‘New York’. O modelo deve ser similar ao do ‘Financial Times’, em que o internauta pode acessar uma pequena cota mensal de notícias gratuitas e tem de pagar se passar o limite.’


 


 


TELEVISÃO


Laura Mattos e Clarice Cardoso


Filha de Dalva que mora na favela processa a Globo


‘Dalva Lúcia Climent, filha da cantora Dalva de Oliveira com o comediante argentino Tito Climent, está processando a Globo em razão da minissérie ‘Dalva e Herivelto – Uma Canção de Amor’, veiculada entre os dias 4 e 8 deste mês.


Ela tentouimpedir a exibição da obra, assinada por Maria Adelaide Amaral. Como não conseguiu, irá entrar com uma ação de danos morais e materiais, segundo disse à Folha sua advogada, Shirlei Weisz. ‘Ela teria que ter sido consultada.’


Dalva Climent não foi mencionada pela minissérie. Maria Adelaide disse que ‘tinha cinco capítulos’ e fez ‘um recorte’. ‘Meu foco foi a relação de Dalva e Herivelto. Na história e na obra do casal, ela não teve importância. Não estou dizendo que não foi importante para Dalva, mas que não fez parte do período que optei por retratar [ela não havia nascido nessa época]’, falou a autora à Folha.


A história de Dalva Climent é polêmica. Ela está movendo um processo contra Pery e Ubiratan Ribeiro, filhos de Dalva e Herivelto, mostrados pela minissérie. Seu objetivo é ser reconhecida como filha e ter direito a receber pelas músicas.


Segundo sua advogada, ‘ela mora na favela de Vigário Geral [Rio] em estado de miserabilidade e está com câncer’.


À Folha, Pery Ribeiro disse não considerar que Dalva Lúcia seja filha da cantora. ‘Ela foi levada para a nossa casa quando era bebê, por uma empregada.


Minha mãe era casada com Tito, foi pegando amor e ficou com a menina. Mas eles nunca a registraram. ‘Nessa época, falou Pery, ele e seu irmão Ubiratan moravam com a mãe.


Segundo Pery, cujo livro ‘Minhas Duas Estrelas’, sobre os pais, foi fonte de pesquisa para a minissérie, ‘quando Dalva e Tito se separaram, ela [Dalva Climent] tinha uns sete, oito anos e optou por ir morar comele na Argentina’. ‘Depois disso, nunca mais nos procurou. Resolveu aparecer agora.’


A advogada de Climent tem outra versão. ‘Ela é filha legítima de Dalva de Oliveira. A certidão de nascimento está anexada ao processo. Ela morou com a mãe até pouco antes de sua morte’, afirmou Weisz.


VIGIADOS


O primeiro paredão do ‘Big BrotherBrasil 10’, que estreou com 30 pontos há uma semana, registrou 24 de média(dados prévios do Ibope da Grande São Paulo). No primeiro confronto dominical com o ‘BBB’,o reality show da Record, ‘A Fazenda’, marcou 12, com eliminação da atriz Cacau Melo.


AMANHÃ


Pelo Twitter, é fácil antecipar as próximas atrações do programa ‘Hoje em Dia’, da Record. O matinal aderiu à tendência de aproveitar a rede de microblogs para coletar histórias para reportagens. ‘A medida ajuda a aproximação com a audiência, mas nem todas as pessoas entrevista das vieram da internet’, diz a emissora.’


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Terça-feira, 19 de janeiro de 2010


 


MERCADO


Marili Ribeiro


Grupo Lance estreia jornal para a classe C


‘O grupo Lance coloca amanhã nas bancas de São Paulo seu novo jornal diário, o Mais, que vai custar R$ 0,50. O preço define o segmento em que o grupo pretende buscar leitores. Apesar da imensa população das classes C e D, São Paulo ainda não tinha um produto nessa faixa de consumo, ao contrário do Rio, onde há títulos do gênero, como o Meia Hora e o Expresso, ou de Minas Gerais, com os jornais Super Notícia e Aqui.


Sem revelar quanto o grupo, que é dono do jornal esportivo Lance, gastou na iniciativa, Walter de Mattos Jr., presidente da companhia, conta que há três anos vinha maturando a ideia de lançar um jornal popular em São Paulo. ‘É o projeto mais arriscado de minha vida, mas, se der certo, será um marco na maneira de fazer jornal nesse segmento’, diz.


Em formato tabloide, com até 28 páginas e 75 mil exemplares, o Mais chega na quarta-feira para o que o executivo chamou de ‘soft opening’, termo que define nas redes hoteleiras ou casas de espetáculo a fase de testes antes da abertura oficial. Haverá uma semana de ajustes. A circulação efetiva passará a contar somente a partir do dia 27, quarta-feira da próxima semana. ‘No processo de ajustar o foco, fizemos pesquisas qualitativas em novembro e dezembro apresentando três diferentes edições’, diz. ‘Ajustamos muitas coisas. O público paulista nessa faixa de consumo é mais formal, rejeitou as propostas gráficas mais ousadas e de titulação mais solta, que fizemos baseados em experiências realizadas no Leste Europeu.’


Nos últimos cinco anos, segundo Pedro Silva, presidente do Instituto Verificador de Circulação (IVC), o mercado de jornais no Brasil cresceu impulsionado pelo lançamento das chamadas publicações populares, que custam até R$ 1,00. Os jornais pagos têm a circulação aferida pelo IVC. As edições gratuitas, que são outro fenômeno que surgiu com força nesse setor recentemente, não passam por essa aferição.


‘O movimento de expansão e busca de novos leitores, em especial os não atendidos pelos jornais tradicionais, com suas análises mais densas e vocabulário mais rico, parou no final de 2008, com a deflagração da crise financeira global’, diz Silva. ‘Mas, com os sinais de retomada econômica a partir do segundo semestre de 2009, as empresas que haviam suspendido seus projetos estão retomando os investimentos.’


Mattos Jr. não só acredita que há espaço para o novo jornal, como diz não temer a concorrências dos jornais gratuitos Metro e Destak, que são distribuídos em São Paulo com boa aceitação. ‘A mancha de distribuição formada pelos jornais gratuitos é a que atende às classes média e alta, em regiões como a Avenida Paulista’, diz. ‘Nós vamos ocupar os bairros onde estão as classes C e D.’’


 


 


INTERNET


Google investiga ajuda interna a hackers


‘O Google está investigando se um ou mais funcionários podem ter facilitado um ataque que a empresa americana diz ter sido vítima em meados de dezembro, afirmaram duas fontes à Reuters. Na semana passada, o Google disse que pensava em se retirar do mercado chinês depois de reportar ter sido atingido por um ‘sofisticado’ ataque contra sua rede.’


 


 


TECNOLOGIA


Apple deve apresentar este mês seu tablet


‘A Apple deve apresentar em um evento em 27 de janeiro seu novo aparelho. Segundo fontes ouvidas no início do mês pelo Wall Street Journal, será provavelmente um tablet ? um dispositivo com uma tela de 10 a 11 polegadas, sensível ao toque, e que permitirá que as pessoas assistam filmes, naveguem pela internet e leiam livros e jornais eletrônicos.’


 


 


PREMIAÇÃO


Ubiratan Brasil


O efeito Avatar


‘O fabuloso mundo azul de James Cameron em Avatar continua avassalador – no domingo, o longa de ficção científica em 3D tornou-se o terceiro filme que mais arrecadou nas bilheterias americanas, ultrapassando Guerra nas Estrelas e atrás apenas de Batman – O Cavaleiro das Trevas e do campeoníssimo Titanic. E, na noite do mesmo domingo, o longa que já faturou US$ 500 milhões nos EUA e mais de US$ 1,5 bilhão em todo o mundo, foi o principal vencedor na entrega do 67º Globo de Ouro, tradicional prêmio conferido pelos correspondentes estrangeiros que trabalham em Los Angeles.


Um assunto está diretamente relacionado com o outro. A avassaladora trajetória de Avatar é considerada uma alternativa segura e lucrativa para a eterna ameaça sofrida pelo cinema, seja pela pirataria, seja pela luta da atenção dos jovens, que dispõem de várias outras ferramentas lúdicas na internet. Assim, a surpresa confessada por Cameron ao receber a estatueta de melhor diretor na categoria drama parece ter sido localizada: tanto a plateia de estrelas como os milhares de espectadores que acompanharam a transmissão ao vivo pela televisão acreditavam que os quase 90 jornalistas que votam no Globo de Ouro aclamariam a saga de James Cameron.


Não foi à toa, aliás, que o diretor se sentou estrategicamente próximo do governador da Califórnia, seu velho conhecido Arnold Schwarzenegger, com quem trabalhou em O Exterminador do Futuro e True Lies. Um lugar considerado de honra.


Ao agradecer, Cameron revelou sua surpresa, dizendo que esperava ver a ex-mulher, Kathryn Bigelow, levar a estatueta por Guerra ao Terror, filme que fora lançado diretamente em DVD no Brasil mas que, graças aos comentários sobre suas qualidades, deverá chegar à tela grande em fevereiro.


Na verdade, sob uma análise estritamente crítica, Guerra ao Terror e Bastardos Inglórios, outro concorrente a melhor filme de drama, são superiores a Avatar. O blockbuster de Cameron, no entanto, tem qualidades únicas, como ele mesmo observou: ‘Avatar nos mostra que tudo está conectado: entre nós, seres humanos, e todos com a Terra. Mas, se é preciso viajar a um planeta imaginário que está a mais de quatro anos luz de distância para apreciar o milagre que temos aqui, isso só é possível graças ao cinema’, disse Cameron.


Hollywood, de fato, demonstrou como detém a fórmula de aliar a consciência da fragilidade do mundo ao luxo que marca suas produções e profissionais: alguns atores portaram no peito de seus ternos e vestidos de grife uma fita roxa em homenagem às vítimas do terremoto do Haiti. Antes de anunciar o primeiro prêmio da noite, Nicole Kidman explicou que se tratava de uma campanha coordenada pela rede de televisão que transmitia a cerimônia, a NBC, e que George Clooney daria as informações de como os espectadores poderiam ajudar. As informações, no entanto, não foram dadas. Mais incisiva, a espanhola Penelope Cruz afirmou que Hollywood não podia se esquivar de uma tragédia tão grande.


O glamour, no entanto, e o clima de rivalidade logo assumiram o comando da festa que, para muitos, aponta os prováveis favoritos do Oscar, uma vez que os eleitores deste prêmio ainda estão com os votos em mãos. Penelope Cruz, por exemplo, amargurou mais uma derrota no Globo de Ouro, a terceira de sua coleção, dessa vez como atriz coadjuvante para Mo’Nique e sua poderosa interpretação de uma mãe nada bondosa em Preciosa. ‘Celebro este prêmio com todas as demais preciosas’, disse ela, referindo-se às meninas que se assemelham com o personagem principal da trama, uma adolescente analfabeta.


Entre os atores nesta categoria, a escolha não surpreendeu – a maldade cortante do oficial nazista de Bastardos Inglórios garantiu a estatueta para o austríaco Christoph Waltz.


Já Sandra Bullock confirmou que este deverá ser o seu ano ao faturar o prêmio de melhor atriz de drama por The Blind Side. Ela concorria também na categoria comédia ou musical, mas enfrentava uma adversária de peso: a veterana Meryl Streep que, por sua atuação em Julie & Julia, levou sua sétima estatueta em 25 indicações, aqui na categoria comédia ou musical. Na sexta-feira, aliás, durante outra premiação, a do Critic’s Choice Movie, Meryl e Sandra surpreenderam ao trocar um vistoso beijo na boca.


Meryl, na verdade, vive a plenitude de sua longa carreira, já marcada por premiações diversas. Mesmo assim, seus discursos não escondem uma certa surpresa. ‘Em minha trajetória, interpretei tantas mulheres extraordinárias que já estão me confundindo com algumas delas’, comentou. ‘Mas estou consciente de que sou apenas um veículo para a vida e a história de outras pessoas.’ Bem-humorada, Meryl disse ainda que gostaria agora de ser chamada de T Bone, referência à cantora T Bone Burnett, que ganhou prêmio pela música original de Crazy Heart.


A essência de Hollywood foi resumida no discurso de Martin Scorsese, homenageado pela carreira: ‘Quando assistimos a filmes de Cecil DeMille, Alfred Hitchcock ou Stanley Kubrick, percebemos que os filmes fazem parte de uma história contínua, viva.’’


 


 


TELEVISÃO


Keila Jimenez


Silvio dispensa babá


‘Crianças, podem festejar: a criadora do cantinho da disciplina pode deixar a TV. Já os pais em apuros têm mais um motivo para ficarem aflitos. O SBT pensa em dispensar a sua superbabá, a Supernanny. Apesar de ser um sucesso de público, corre nos bastidores da emissora que a rede pode cancelar a sétima temporada da atração – que se for ao ar, será a última.


Supernanny, que surgiu na TV inglesa no Channel 4 e nos EUA no canal ABC, estreou no SBT em 2005. Após uma longa seleção, o canal achou a superbabá em questão, a educadora Cris Poli.


Além de ter boa repercussão, a atração, que dá dicas aos pais na difícil tarefa de educar as crianças, rendeu frutos como livros, DVDs e já teve os mais diferentes dias e horários na programação, sem perder seu público.


O SBT renovou no ano passado os direitos do formato, que pertencem à Disney.


Se nos bons tempos Supernanny chegou a casa dos 9 pontos de ibope, atualmente registrava média de 5 pontos, assim como a maioria dos programas da rede.


Procurado, o SBT, via assessoria, garante que a sétima temporada, que já está sendo gravada, irá ao ar.


Praia de paulista


Com estreia prevista para o final de fevereiro, Uma Rosa com Amor, próxima novela do SBT, está investindo em cenas em praias paulistas. Na foto, Isadora Ribeiro, que vive na trama a milionária Roberta, está gravando em Juqueí, no Litoral Norte.’


 


 


Entrelinhas


‘Nem sugando até a última gota da tragédia em Angra dos Reis Gugu conseguiu vencer Silvio Santos no embate de audiência anteontem. Registrou média de 9 pontos na Record, ante 10 pontos do SBT no horário.


Sim, Gugu aproveitou as lágrimas para dar uma casa entre os que perderam tudo nos desabamentos. O americano Extreme Makeover fez o mesmo, em proporção maior, com as vítimas do Katrina. A questão é que há jeitos e jeitos de se fazer assistencialismo na TV.


A RedeTV! segue exibindo programação diferente em seu sinal digital. Além de retirar de sua grade em HD os programas que locam horário, como os religiosos, há denúncias de que a rede exibe a programação de São Paulo para todo o País.


Por lei, no período de transição para a TV digital, todas as emissoras devem exibir a exatamente a mesma programação no canal digital e no analógico.


Elvis Presley cover cantando para os confinados da vez na TV? Sim, você já viu isso antes. A brincadeira da festa do último sábado do BBB10, da Globo, já tinha sido feita pela Record, na primeira edição de A Fazenda, no dia mundial do Rock. Não, o sósia do Elvis não era o mesmo.


Anteontem, a primeira formação de paredão no BBB 10 marcou 24 pontos de média no Ibope e venceu A Fazenda 2, da Record, que alcançou 10 pontos durante o embate.’


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem