Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Golpe deixa nepaleses sem notícias

15/02/2005 na edição 316

O Comitê de Proteção aos Jornalistas [4/2/05] informa que o interior do Nepal teve todos os meios de comunicação cortados com o golpe dado pelo rei Gyanendra, que derrubou o primeiro-ministro Sher Bahadur Deuba sob alegação de que não estava conseguindo controlar a guerrilha maoísta que, desde 1996, tenta tomar o poder no país. O monarca suspendeu internet, telefone e jornais fora da capital, Katmandu, e mandou prender o colunista Khagendra Sangraula, no quarto dia após declarar estado de emergência. O presidente da Federação de Jornalistas Nepaleses, Tara Nath Dahal, está sendo procurado. Há rumores de que autoridades também buscam o editor do semanário Dristi, Sambhu Shrestha.

A rádio estatal nepalesa anunciou que as estações privadas deveriam deixar de transmitir notícias, restringindo-se a proporcionar ‘entretenimento’ aos ouvintes. O porta-voz do exército, Dipak Kumar Gurung, disse que a suspensão da publicação de alguns jornais prejudicou a comunicação dos rebeldes, que estão mais presentes em áreas rurais do oeste do país.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem