Sábado, 24 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1051
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Governo tenta impedir registros dos protestos

16/07/2009 na edição 546

Sete fotógrafos – cinco deles iranianos – e um cinegrafista foram presos no Irã, na última semana, quase um mês após o início dos distúrbios no país por conta das acusações de fraude na eleição que reelegeu o presidente linha-dura Mahmoud Ahmadinejad. De acordo com a organização Repórteres Sem Fronteiras, o cinegrafista Said Movahedi foi preso no dia 9/7, enquanto o grupo de fotógrafos foi detido no sábado [11/7]. Não se sabe o motivo das prisões.


A RSF especula que elas possam ter ligação com os temores do governo de que imagens dos protestos anti-Ahmadinejad se espalhem pelo mundo via internet. Pelo menos outros cinco fotógrafos teriam sido feridos por policiais durante as manifestações populares mais recentes, e já estaria em 41 o número de jornalistas encarcerados no país. Informações da AP [16/7/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem