Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > NOVOS TEMPOS

Greve em jornal havaiano atinge blogs

29/02/2008 na edição 474

Na semana passada, repórteres do Honolulu Advertiser, maior jornal do Havaí, ficaram três dias sem atualizar seus blogs no diário em protesto a mudanças propostas no contrato trabalhista. Greves em blogs são novidade; funcionários do sindicato Newspaper Guild – Communications Workers of America, que representa cerca de 34 mil profissionais, não se recordam de nenhuma anterior a esta. A que mais se aproxima, segundo a presidente do sindicato, Linda Foley, foi a recusa de jornalistas do Wall Street Journal em aparecer na emissora CNBC durante uma disputa trabalhista, em 2003.


O Honolulu Advertiser começou a hospedar blogs há dois anos. Muitos são escritos por editores e freelancers, que continuaram a ser atualizados. Os únicos afetados foram os mantidos por repórteres. Mark Platte, editor do jornal, afirma que a greve está dentro dos direitos dos jornalistas. ‘Eles escrevem para o impresso. Os blogs são uma atividade voluntária’, explica. O black-out recebeu apoio dos membros do sindicato, que também retiraram seus créditos de artigos na versão impressa e dos vídeos divulgados no sítio do jornal.


Segundo Mike Leidemann, repórter do diário e presidente da Associação de Jornalistas do Havaí, o contrato da equipe expirou no ano passado. Em janeiro, após meses de negociação, a Gannett Company, que publica o jornal, divulgou uma data (22/2) para um ‘acordo final’, que pegou todos de surpresa. No prazo estipulado, sem nenhum acordo fechado, a Gannett concordou em voltar às negociações – e alguns blogueiros imediatamente voltaram a atualizar os blogs. Informações de Brian Stelter [The New York Times, 25/2/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem