Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > REINO UNIDO

Guardian, gratuito, acolhe leitores do Times, pago

06/07/2010 na edição 597

O diário britânico Guardian publicou em seu site uma carta bem humorada dando as boas vindas aos leitores órfãos do Times – que passou a cobrar, na semana passada, pelo conteúdo online. ‘Sentimos muito que você tenha descoberto que não pode mais ler seu jornal online sem um cartão de crédito, e compartilhamos de sua dor’, escreve o jornalista John Crace [2/7/10]. ‘Podemos ajudá-lo a superar este trauma’, continua ele. ‘Chame de crença na internet livre ou de consideração com a comunidade, mas aqui no Guardian nós podemos oferecer tudo o que você sempre quis do Times – e mais – por nada’.

Crace segue citando – e comparando – colunistas dos dois jornais, além de sua cobertura. Ele alerta os novos leitores de que, em certas questões, o jornal tende ao lado liberal – ao contrário do conservador Times. ‘Mas não deixe que isso o assuste. Nós não mordemos. Muito forte’, brinca.

Diferença

O Times pertence à News International, subsidiária do grupo News Corp, do magnata de mídia Rupert Murdoch. Crace não deixa a informação passar em branco, lembrando aos leitores de que eles notarão uma importante diferença entre os dois jornais. ‘Não escrevemos sobre Murdoch da mesma forma que a mídia norte coreana escreve sobre Kim Jong-il […] E você pode achar interessante o fato de também criticarmos o Guardian Media Group quando ele tem alguma falha’.

A carta termina convidando aos leitores a vasculhar o site. ‘Nós garantimos que você vai se divertir e não vai gastar nem um centavo. Seja bem vindo. Trinta milhões de leitores online não podem estar errados’.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem