Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > PIRATARIA NA INTERNET

Hollywood inicia campanha de processos

23/11/2004 na edição 304

Estúdios de Hollywood lançaram na semana passada sua primeira campanha efetiva contra pessoas que compartilham e distribuem filmes ilegalmente pela internet. A medida reduz a privacidade dos internautas. Gary Gentile [AP,17/11/04] afirmou que os sete maiores estúdios entraram com processos federais por infração de direitos autorais nas cidades de Denver, São Francisco, Nova York e St. Louis. Os acusados pela Motion Picture Association of América (MPAA), que representa os estúdios, terão que responder por oferecer filmes em programas de compartilhamento peer-to-peer (ponto a ponto). Eles poderão receber multas de até US$ 30 mil por cada filme trocado e de até US$ 150 mil se a infração for considerada intencional. O mesmo acontece com a indústria fonográfica, que está processando usuários de trocas de músicas pirateadas na internet.

Wendy Seltzer, da Electronic Frontier Foundation (organização que defende as liberdades na internet), considera que a MPAA corre o risco de ir longe demais, já que a campanha da Associação chegaria a processar até mesmo pessoas que fizeram download de apenas um filme. Além disso, uma parte dos esforços da MPAA contra a pirataria é de oferecer gratuitamente programas de computadores que impedem que arquivos de vídeo e música sejam compartilhados, além de apagar programas de troca de arquivos do computador do usuário. Segundo Seltzer, o programa pode ser útil para pais que temem que os filhos possam ser processados por compartilhar estes tipos de arquivo. Os esforços dos estúdios incluem a distribuição de material educacional contra a pirataria.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem