Domingo, 16 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Jornal e repórter pagarão indenização milionária

15/02/2005 na edição 316

O diário americano Boston Globe e um ex-repórter que ali trabalhava foram condenados a pagar mais de US$ 2 milhões à médica Lois Ayash, que em 1995 foi citada numa reportagem como responsável pela morte da colunista Betsy Lehman, que escrevia no jornal. Segundo a matéria, a médica teria assinado a ordem de aplicar em Betsy uma dose quatro vezes maior que a recomendada de um remédio contra câncer, em fase experimental, além de ser a responsável pela equipe sob cujos cuidados a jornalista morreu.

Jay Lindsay, da AP [9/2/05], reporta que o Globe chegou a publicar uma correção em que desmentia que Lois tivesse assinado o documento, mas manteve que ela era a responsável pelo tratamento. A médica entrou com processo de difamação contra o jornal, e, agora, a Suprema Corte americana decidiu que o diário tem que pagar US$ 1,68 milhão, e o repórter, US$ 420 mil em indenização. Os valores, se somados, se assemelham ao montante pago pelo hospital ao marido da colunista pelo erro médico. Ele recebeu US$ 2,4 milhões em 1995 como compensação pela morte da mulher.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem