Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

MONITOR DA IMPRENSA > O SELO E A CEBOLA

Jornal é advertido por piada sobre Bush

31/10/2005 na edição 353

O governo Bush tem andado cheio de problemas e decisões a tomar. Mesmo assim, parece ter encontrado um tempinho para se preocupar com o semanário satírico The Onion, ou ‘A Cebola’, noticia Katharine K. Seelye [The New York Times, 24/10/05]. O jornal, que conta com circulação semanal de 500 mil exemplares impressos e público de três milhões de pessoas na internet, produz regularmente uma paródia do pronunciamento semanal de rádio do presidente George W. Bush em seu sítio. Para ilustrar a brincadeira, é colocada a foto do presidente e a insígnia oficial.

Pois bem, um conselheiro de Bush escreveu ao Onion para dizer que o selo presidencial ‘não deve ser usado em conexão com empreendimentos comerciais ou produtos em qualquer maneira que sugira apoio ou endosso do presidente’. O editor-chefe do jornal, Scott Dikkers, achou graça da preocupação. ‘Fico surpreso que o presidente gaste o dinheiro dos contribuintes para que seu advogado escreva cartas para o Onion‘, disse.

Formalmente, os advogados do jornal afirmaram que seu público tem consciência de que o conteúdo é uma piada, e ressaltaram que o sítio é gratuito, portanto não se enquadra na descrição de ‘empreendimento comercial’.

Trent Duffy, porta-voz da Casa Branca, disse por seu lado que não se pode simplesmente usar a insígnia oficial do governo em qualquer lugar, seja brincadeira ou fraude. Perguntado como o governo descobriu sobre o uso impróprio do selo presidencial, ele respondeu: ‘Apesar da seriedade da Casa Branca de Bush, mais de um funcionário lê o Onion e diverte-se muito com ele. Nós temos senso de humor, acredite ou não’.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem