Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1067
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Jornalista de rádio é morto em frente a colegas

25/09/2009 na edição 556

O jornalista mexicano Norberto Miranda, de 44 anos, foi morto a tiros em frente a seus colegas, na noite de quarta-feira [23/9], em uma estação de rádio na cidade de Nuevo Casas Grandes, próxima à fronteira com os EUA. Homens armados invadiram a estação e atiraram diversas vezes no jornalista.


Segundo o jornal El Diário, Miranda, bastante conhecido localmente, havia reportado sobre o crescimento da violência por conta do narcotráfico na região, usada pelos cartéis para transportar drogas até o Texas. Os homens armados fizeram os disparos e fugiram.


Desde que o governo mexicano deu início a uma campanha antidrogas no fim de 2006, mais de 14 mil pessoas já foram mortas por conta da rivalidade entre os cartéis, que disputam espaço no lucrativo mercado ilegal entre México e EUA. Também desde 2006, pelo menos 15 jornalistas foram assassinados no México, tornando o país um dos mais perigosos do mundo para a prática jornalística, segundo o Comitê para a Proteção dos Jornalistas. Profissionais e veículos de imprensa que tentam cobrir a guerra do narcotráfico e seu crescente número de vítimas sofrem com ameaças e agressões. Informações da Reuters [24/9/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem