Sábado, 23 de Março de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1029
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Jornalista de TV morto em passeata pela paz

18/02/2009 na edição 525

O jornalista paquistanês Musa Khan Khel, que cobria uma missão de paz liderada por um clérigo pró-Talibã, foi morto na quarta-feira (18/2), perto da cidade de Matta. Khel, que trabalhava para a emissora paquistanesa privada Geo TV, foi atingido por um tiro na cabeça e declarado morto ao chegar ao hospital.


A Geo TV divulgou declaração confirmando a morte, mas não sabia muitos detalhes sobre o crime, que ocorreu algumas horas depois de uma bomba atingir a sede de um grupo de imprensa na área tribal de Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão. O prédio de dois andares, em Wana, maior cidade da região, foi totalmente destruído na explosão. Ninguém ficou ferido.


Nenhum grupo anunciou responsabilidade pelo ataque, mas militantes talibãs que operam na área já haviam ameaçado jornalistas locais. As regiões tribais do Paquistão, semi-autônomas, sofrem com a violência depois que centenas de membros do Talibã e da al-Qaeda encontraram lá seu refúgio após a invasão americana ao Afeganistão, no fim de 2001. Informações da AFP [18/2/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem