Terça-feira, 21 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

ENTRE ASPAS >

Jornalistas consideram cobertura justificada

07/04/2009 na edição 532

Desde que assumiu o cargo, há menos de três meses, o presidente americano Barack Obama é presença constante na mídia. Na semana passada, um painel de discussão na Universidade Cristã do Texas reuniu diversos jornalistas para debater se a imprensa está cumprindo seu papel de informar o público e chegou à conclusão de que a cobertura sobre o presidente é justificada, dada a crise econômica que atinge os EUA. ‘Obama está fazendo tudo de uma vez, então nossos julgamentos estão acontecendo a um ritmo furioso e rápido’, comentou o colunista David Brooks, do New York Times.

Bob Schieffer, chefe de redação da sucursal da CBS News em Washington, afirmou que, em uma entrevista recente com Obama, ficou sem tempo para fazer todas as perguntas que queria. Para o jornalista, isso reflete ‘o quão sérios são os problemas enfrentados hoje, e como o presidente tem que lidar com tantos problemas diferentes’.

Mark Shields, comentarista do NewsHour with Jim Lehrer, da emissora pública PBS, disse não sentir a cobertura sobre Obama tendenciosa. ‘Virou um tema recorrente da oposição afirmar que ele recebe uma cobertura favorável’, opina. ‘Mas acredito que a imprensa tem uma parcialidade na política a favor dos vencedores. Se você vence, vira um gênio’.

Na opinião de David Brooks, a imprensa tem uma ‘parcialidade inconsciente’, mas há um certo nível de crítica sobre o pacote de recuperação econômica e problemas iniciais da administração, como a escolha de alguns membros do gabinete de Obama. ‘A maior parte dos repórteres fica motivada pelo desejo de estar na primeira página, e não por inclinações políticas’, defendeu. Informações de Angela K. Brown [AP, 2/4/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem