Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > AZERBAIJÃO

Liberdade negada a blogueiros que satirizaram autoridades

23/12/2009 na edição 569

A Repórteres Sem Fronteiras mostrou-se profundamente desapontada com a decisão da corte de apelações no Azerbaijão de recusar a libertação provisória de dois blogueiros presos – Adnan Hadjizade e Emin Milli – e adiar seu julgamento para janeiro do ano que vem. Advogados dos blogueiros protestaram contra o tratamento dado a eles, que chegaram a ser algemados na corte. ‘Ao recusar a libertar Hadjizade e Milli sob fiança, ao tratá-los como criminosos perigosos e ao adiar seu julgamento, a corte perdeu uma oportunidade para salvar sua pele nesta farsa judicial’, disse a RSF.


A organização ainda alegou que ambos foram presos por terem criticados autoridades e terem distribuído um vídeo que satiriza políticos corruptos. O estado de saúde de Hadjizade ainda é crítico, pois ele teve seu nariz quebrado durante uma agressão no restaurante – antes de serem presos – e está com dificuldades de respirar. O episódio aconteceu em julho e eles foram acusados de orquestrarem a briga, sendo então condenados no mês passado por ‘deliberada violência física’. Hajizade é co-fundador do movimento juvenil OL e Mili é co-fundador do canal online AN Network. Ambos são filhos de ativistas da oposição e estão no centro de um círculo crescente de jovens que usam a internet, por meio de ferramentas sociais como Facebook, Twitter e YouTube, para criticar as autoridades do Azerbaijão.


Se a apelação for recusado, seus advogados irão levar o caso à Corte Européia de Direitos Humanos. Em uma resolução sobre a liberdade de expressão no Azerbaijão no dia 16/12, o Parlamento Europeu expressou preocupação sobre a situação da mídia no país e condenou a prisão dos blogueiros, pedindo sua libertação imediata. Informações da RSF [22/12/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem