Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Livro de jornalista plagiador terá venda interrompida

Por lgarcia em 07/03/2013 na edição 736

Mais um capítulo da novela envolvendo Jonah Lehrer, o jornalista americano que cometeu autoplágio em seu blog no site da revista New Yorker e inventou citações em um livro sobre como funcionam as mentes criativas. Desta vez, o foco é seu segundo livro, How We Decide (Como decidimos), que não será mais vendido após uma análise interna da editora Houghton Mifflin Harcourt, que publicou seus três livros. “Não temos planos de reeditá-lo. Continuamos com planos de vender Proust Was a Neuroscientist”, disse Lori Glazer, diretora-executiva de publicidade da Harcourt. Lehrer é graduado em neurociência por Columbia e fez mestrado em Oxford.

As vendas do terceiro livro, Imagine, já haviam sido interrompidas depois que descobriu-se frases inventadas atribuídas ao cantor Bob Dylan. Pouco tempo antes, veio a público a informação de que Lehrer havia copiado, em textos no blog da New Yorker, trechos de artigos antigos de sua autoria publicados em outros veículos. A revelação das frases inventadas no livro levou a editora a oferecer reembolso para leitores que tivessem a nota fiscal da compra. O mesmo acontecerá com How We Decide.

A editora não informou o que levou à interrupção das vendas. Michael Moynihan, o  jornalista que primeiro denunciou as citações falsificadas de Bob Dylan, disse ter alertado a editora de erros também no segundo livro, entre eles uma citação de um piloto que Lehrer afirmou ter entrevistado, mas que havia dito uma frase quase idêntica há 20 anos em uma palestra na NASA.

***

Leia também

Jornalista admite invenção de citações em livro

Jornalista recebe dinheiro para falar sobre plágio e invenções

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem