‘Post’ cria prêmio em homenagem a editor; milhares se reúnem para funeral | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > BEN BRADLEE (1921-2014)

‘Post’ cria prêmio em homenagem a editor; milhares se reúnem para funeral

Por lgarcia em 30/10/2014 na edição 822

Tradução e edição: Leticia Nunes. Informações do Washington Post [“The Washington Post Creates the Ben Bradlee Award for Courage in Journalism”, 28/10/14], Jackson Connor [“Thousands Gather To Honor Ben Bradlee, Legendary Washington Post Editor”, The Huffington Post, 29/10/14] e Peter Baker [“Ben Bradlee, Former Washington Post Editor, Remembered”, The New York Times, 29/10/14]

O Washington Post anunciou na terça-feira (28/10) a criação de um prêmio em homenagem a Ben Bradlee, o jornalista que comandava o diário durante o escândalo Watergate, na década de 70. Bradlee, que chefiou a redação do Post por 26 anos, de 1965 a 1991, morreu em 21/10, aos 93 anos.

“Lendário editor que ajudou a tirar um presidente do poder e a transformar o jornalismo americano, Bradlee já havia obtido, muito antes de sua morte, o status de ícone”, escreveu o jornalista Peter Baker em artigo no New York Times sobre o funeral do editor, realizado na quarta-feira (29/10), que reuniu milhares de jornalistas, colegas e amigos na Catedral Nacional de Washington.

Políticos como o secretário de Estado John Kerry e o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, também compareceram à missa. Bradlee foi vizinho e amigo de John Kennedy e, em 2013, recebeu do presidente Barack Obama a Medalha Presidencial da Liberdade, maior condecoração civil dos EUA.

À frente do Post, o editor ampliou a circulação e a redação do jornal, além do número de prêmios Pulitzer recebidos. Em 1994, alguns anos após sua aposentadoria, a ex-publisher Katharine Graham afirmou que o Post “como o conhecemos hoje” foi criação de Bradlee.

O anúncio do Prêmio Ben Bradlee por Coragem no Jornalismo, assinado pelo editor-executivo Marty Baron e pelo publisher Fred Ryan, elogiava o compromisso do jornalista com a busca pela verdade:

“Ao longo da última semana, refletimos sobre a vida e a carreira de Ben Bradlee. O que se sobressai mais claramente nestas lembranças é a intensidade da integridade de Ben e seu compromisso com a descoberta da verdade. Seus valores ajudaram a moldar o Washington Post por muitas décadas, e eles resistem em nossa redação ainda hoje. Ben sabia que obter a verdade era algo que requeria persistência e coragem dos jornalistas que trabalham aqui. Ele defendia estas qualidades, e seu fervor continua a nos inspirar”.

O prêmio será entregue anualmente, a partir de 2015, a um jornalista ou equipe de jornalistas do Post que honrar esta busca corajosa pela verdade.

 

Leia também

Morre o lendário editor do ‘Washington Post’ no caso Watergate

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem