Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > MÉXICO

Matador de aluguel confessa assassinato de jornalista

04/03/2010 na edição 579

Autoridades do estado mexicano de Tabasco afirmaram que o jornalista Rodolfo Rincon, desaparecido desde janeiro de 2007, teria sido assassinado a mando de um cartel de drogas por conta de reportagens sobre os traficantes da região. A polícia prendeu, na semana passada, um matador de aluguel que disse que o repórter de 54 anos, que trabalhava para o jornal Tabasco Hoy, teve seu corpo dissolvido por ácido.


A crueldade não é novidade. O México é um dos países mais perigosos do mundo para a atuação de jornalistas. Desde 2000, pelo menos 60 destes profissionais foram assassinados, a maioria vítima de represálias do narcotráfico. Grande parte dos crimes permanece sem solução. Repórteres que cobrem o tema costumam sofrer ameaças e pelo menos oito desapareceram na última década. Informações da Reuters [1/3/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem