Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > MUNDO FOX

Mercado hispânico nos EUA ganha novo canal

Por lgarcia em 06/06/2012 na edição 697

 

Tradução: Larriza Thurler (edição de Leticia Nunes)

 

O ano de 2012 está sendo bom para veículos hispânicos nos EUA, comenta Alex Weprin [TVNewser, 29/5/12]. A Univisión e a ABC News lançarão um novo canal a cabo, em inglês, voltado para este público, e a Telemundo e a Univisión se preparam para uma ampla cobertura das eleições presidenciais. Além disso, um novo personagem entra em cena no segundo semestre: o canal em espanhol MundoFox, da News Corporation, tem previsão de estreia para 13/8.

Segundo Jorge Mettey, vice-presidente sênior de notícias do MundoFox, as notícias serão parte significativa do canal. “Temos muitas expectativas; acreditamos fortemente que temos as pessoas certas, a visão e a habilidade de comunicar em um nível diferente”, afirmou. A rede, que tem como slogan “Americano como tú”, será lançada com um único noticiário noturno, apresentado por Rolando Nichols, da afiliada KWHY Los Angeles. Serão dois programas de meia hora ao vivo, durante os dias de semana – um para a Costa Leste e outro para a Oeste. Espera-se que, na medida em que o canal cresça, sua divisão de notícias acompanhe no mesmo ritmo.

Nada de vítimas

Até agora, o MundoFox tem afiliadas em 40 mercados americanos, incluindo Los Angeles, Miami, Dallas, São Francisco e Chicago. Em breve, serão incluídos Nova York e Houston. No total, a rede deve atingir 40% dos lares hispânicos nos EUA. Com redação em Los Angeles e uma sucursal em Washington, o canal planeja contratar profissionais nos próximos meses.

A colombiana RCN é parceira na iniciativa – possui 50% da emissora – e seus correspondentes e escritórios internacionais serão usados pelo MundoFox, que terá sua própria divisão de notícias e não terá ligação com o canal de notícias a cabo Fox News Channel. “O nosso público é de latinos, especialmente jovens que provavelmente se sentem mais confortáveis com inglês, mas que entendem espanhol. E, obviamente, estamos de olho em latinos que só falam espanhol”, disse Mettey. “Não temos como foco os temas regulares que noticiários em espanhol abordam, como imigração. Não estamos falando para vítimas, mas para pessoas de sucesso que querem melhorar suas vidas”.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem