Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > TELETIPO

Michael Moore preocupa indústria farmacêutica

28/12/2004 na edição 309

Editor & Publisher [22/12/04] informa que pelos menos seis laboratórios americanos alertaram seus funcionários para o risco de serem importunados pelo documentarista Michael Moore. Ele está rodando um novo filme sobre a indústria farmacêutica e os planos de saúde. Um deles é a gigante Pfizer, que publicou alerta em seu sítio na internet. Há rumores de que Moore contratou atores para se fazerem passar por vendedores que oferecem remédios gratuitamente a médicos. Também há boatos de que ele estaria pagando US$ 50 mil a médicos para instalar câmeras escondidas em consultórios. O documentarista nega as informações. Segundo ele, vários médicos se ofereceram para ajudar de graça, para denunciar o funcionamento da indústria da saúde nos EUA.



Família de soldado morto luta para ler seus e-mails

A família de Justin Ellsworth, 20 anos, fuzileiro naval americano morto em novembro na explosão de uma bomba em Faluja, no Iraque, luta na Justiça para ver seus e-mails no Yahoo!, noticia Jim Hu [Cnet News, 21/12/04]. Seu pai, John, ouviu do Yahoo! que a senha do rapaz não lhe pode ser entregue porque o Termo de Privacidade do serviço o proíbe, e só o fará com ordem judicial. Oficiais têm contas de e-mail da corporação, mas soldados precisam usar Hotmail ou Yahoo! nos cibercafés recém-instalados no Iraque. Provedores como AOL, por exemplo, abrem as contas às famílias dos mortos sem autorização judicial, mediante documento de identidade e certidão de óbito.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem