Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Mídia teme estouro da `bolha imobiliária´

12/07/2005 na edição 337

Há pouco mais de cinco anos, boa parte da mídia americana exaltou tanto os investimentos em empresas de internet que as conseqüências foram desastrosas. Hoje, os jornalistas parecem estar mais cautelosos e determinados a advertir o público para os eventuais problemas que possam surgir na economia. Mesmo com a valorização no preço de imóveis, o tom da imprensa sobre o tema é pessimista. As seções de economia do Washington Post e do New York Daily News publicaram recentemente artigos sobre os altos preços de imóveis nos EUA e sobre os perigos de um possível estouro da ‘bolha imobiliária’.


O comentarista econômico James Glassman acredita que a imprensa ultrapassou os limites e está assustando as pessoas. O editor da revista Business Week Stephen Shepard afirma que as más lembranças do fracasso da mídia no episódio do estouro da ‘bolha da internet’, no final dos anos 90, ainda estão presentes e provocam a cautela dos jornalistas. Para relembrar o caso: a rápida supervalorização das ações de companhias online levou a sua posterior e brusca queda. Na ocasião, o clima de investidores e da imprensa era de euforia.


Hoje, aproximadamente ¾ dos americanos têm casa própria, e grande parte da população investe em imóveis, mesmo que para isso tenha que hipotecar propriedades ou adquirir empréstimos. Jornais locais – como o Dallas Morning News, St. Petersburg Times e o Pittsburg Post-Gazett – questionam a euforia em investir no mercado imobiliário, receosos de que haja um colapso no setor.


A revista britânica The Economist admite que o mercado imobiliário passa por um dos melhores momentos na história, mas adverte para um provável colapso econômico que seguiria o boom dos imóveis. Os alertas de precaução não são novidade na imprensa especializada. A revista Forbes já falava sobre o assunto em 2001; no ano passado, foi a vez da Fortune e, em abril deste ano, da Business Week. Se as previsões estão corretas, só o futuro dirá, mas,enquanto isso, muitos enriquecem ao ignorar as advertências da mídia. Informações de Howard Kurtz [Washington Post, 5/7/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem