Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

CADERNO DO LEITOR > CHINA

Ministro de Segurança Pública pede mais controle na rede

05/11/2009 na edição 562

O ministro de Segurança Pública da China, Meng Jianzhu, raramente dá declarações públicas – felizmente, pois sua fala mais recente teve repercussão negativa em todo o mundo. Jianzhu pediu um sistema mais reforçado de segurança da internet, em mais uma demonstração do esforço do governo para controlar a maior população online do planeta. ‘A internet está se desenvolvendo rapidamente e manter a estabilidade social tem agora novos desafios’, disse. ‘É preciso estabelecer um sistema de controle e prevenção que cubra a internet e o mundo real’.


A web tem atualmente 338 milhões de usuários na China. Em uma tentativa de manter o controle, autoridades regularmente censuram conteúdo online considerado não apropriado, como pornografia e violência, e informações críticas ao governo. Ainda assim, muitos internautas conseguem burlar o sistema usando servidores que permitem acesso a sites bloqueados.


A rede também se transformou em plataforma para que pessoas comuns compartilhem suas frustrações e opiniões; ainda assim, muito é censurado. Quatro meses após protestos étnicos que causaram a morte de quase 200 pessoas em Xinjiang, moradores ainda tem problemas de acesso à internet e serviços de telefonia. O governo alega que separatistas usam a rede, telefone e mensagens via celular para espalhar rumores e incitar o ódio. Informações da AFP [3/11/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem