Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > TELETIPO

Multada por baixaria, Fox censura desenho

25/01/2005 na edição 313

A Fox cobriu o traseiro nu de um personagem de desenho animado por medo de represália da FCC. Há cinco anos, quando o episódio em questão do desenho Family Guy foi exibido pela primeira vez, não houve tal preocupação. Na reprise, há algumas semanas, a emissora pintou eletronicamente a imagem. ‘É realmente confuso quando temos que fazer uma coisa dessas’, desabafou a executiva Gail Berman à AP [17/1/05]. ‘Mas temos que proteger nossas afiliadas’. Ela se referia à decisão da FCC em multar 169 afiliadas da Fox em US$ 7 mil cada pela transmissão de programa em que pessoas lambiam creme do corpo de strippers e um homem de cueca era espancado por elas.



NYT pode se juntar a empresa pornô

Quatro anos após publicar reportagem destacando as ligações dos concorrentes com a pornografia, The New York Times Company estuda se associar à sueca Modern Times, que opera canais eróticos na Escandinávia e em países bálticos. Segundo John Strahinich, do Boston Herald [15/1/05], TNYTC quer 49% da edição de Boston do diário gratuito Metro, que pertence à Metro International, multinacional da qual os suecos têm 28% das ações. Com sede em Estocolmo, nos anos 1990 a empresa brigou com o ministro da cultura norueguês, porque a programação erótica que transmitia eram ilegais no país vizinho. O Boston Globe, da TNYTC, se opõe, porque teria problemas com a legislação antitruste.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem