Sábado, 25 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Na corrida pelo lucro, ganha o jornalismo

28/09/2004 na edição 296

Com o novo formato de tablóide fazendo sucesso, o Independent pretende avançar ainda mais na disputa com o Guardian lançando um suplemento dedicado à crítica de mídia. O novo suplemento, chamado Media Weekly, será publicado às segundas feiras. Colaboradores regulares irão escrever sobre os diferentes tipos de mídia: o diretor geral da BBC, Greg Dyke, falará sobre TV; o editor de mídia do Time, Ray Snoddy, sobre imprensa; o diretor da agência de marketing Euro RSCG London, Mark Wnek, sobre publicidade; e o colunista Mathew Norman irá escrever sobre mídia diária. O jornal, que dedica atualmente quatro páginas ao jornalismo no seu suplemento semanal de críticas, vai passar a ter 24 páginas dedicadas ao assunto com a chegada do Media Weekly.

O Independent já aumento 18% da sua circulação, chegando a mais de 262 mil exemplares vendidos por dia em agosto. Por outro lado, o Guardian apresenta uma queda constante de 4% ao ano nos índices, mas ainda assim se encontra à frente do Independent tendo atingido uma circulação de mais de 364 mil exemplares em agosto.

Conforme informa Jennifer Whitehead [Brand Republic, 20/9/04], o investimento para promover o novo produto inclui uma campanha publicitária abrangendo TV, rádio, outdoors e outras mídias.

Todos querem diminuir

A exemplo do Independent, grande parte dos tradicionais jornais britânicos também recorre ao formato de tablóide para contornar as sucessivas quedas nas vendas. O Times e o Scotsman já aderiram ao novo formato e estão apresentando bons resultados; o Wales´s Western Mail está para mudar em breve. O Times, por exemplo, que estaria vendendo hoje 580 mil exemplares por dia caso a tendência de depressão tivesse continuado, obteve um aumento de 3% na circulação após o lançamento do tablóide e, no mês passado, vendeu 648 mil cópias. Enquanto isso, o Daily Telegraph e o Guardian, principais rivais do Times e do Independent, estão sofrendo o impacto dessa mudança e tiveram suas piores performances dos últimos 60 e 20 anos, respectivamente.

Segundo o jornalista Brian MacArthur [The Times, 17/9/04], ‘nós estamos testemunhando o que, em meu ponto de vista, será uma mudança histórica na imprensa britânica. Todos os jornais em formato convencional irão eventualmente mudar para o formato tablóide (…). A forma como as notícias são apresentadas e reportadas nos jornais na era da internet e da transmissão 24 horas por dia também irão mudar inevitavelmente’.

A forma tradicional britânica de tablóides está atraindo o público com menos de 44 anos. Jovens leitores se interessam por esse tipo de formato por ser mais compacto, fácil de carregar e manejar, além de ter a primeira página mais chamativa, com manchetes mais fortemente apresentadas.

O editor do Guardian, Alan Rusbridger, terá que esperar até 2006 para aderir ao formato. O jornal pretende lançar um modelo mais compacto do que o atual com um tamanho intermediário o tablóide e o convencional.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem