Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Nada de novo no credenciamento

22/02/2005 na edição 317

Na semana passada, o presidente da Associação de Correspondentes da Casa Branca, Ron Hutcheson, reuniu-se com o secretário de Imprensa de George W. Bush, Scott McClellan, para discutir se os critérios de obtenção de credenciais de imprensa deveriam mudar. A discussão foi motivada pelo caso de James Guckert, ex-repórter de uma agência vinculada ao Partido Republicano, Talon News, que vinha obtendo credenciais com o pseudônimo ‘Jeff Gannon’. Ele participava de coletivas em que fazia colocações nitidamente favoráveis ao governo, o que incomodava os jornalistas ‘de verdade’.

Atualmente, há dois tipos de credenciais de imprensa para a Casa Branca: uma permanente e outra diária. Para obter a primeira, o profissional tem que ter aprovação de uma associação de setoristas do Congresso, o que dificulta o sucesso de penetras como Guckert. Já as credenciais diárias podem ser obtidas todos os dias de manhã na sede do governo, mediante apresentação de informações e passagem por uma revista. Discutia-se se mesmo as autorizações diárias deveriam ser restritas àqueles que têm carteira expedida pela associação de jornalistas do Capitólio. Segundo informa a Editor & Publisher [14 e 15/2/05], no entanto, na reunião, as partes acabaram reafirmando o que já existia e nada deve mudar, por enquanto.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem