Número de mortes aumentou em 2004 | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 21 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS

Número de mortes aumentou em 2004

31/08/2004 na edição 292

O considerável aumento em 2004 dos índices que apontam a quantidade de ataques físicos e mortes de jornalistas preocupa cada vez mais os profissionais da área. De janeiro a agosto, foram 75 casos de jornalistas mortos em serviço. No ano passado inteiro, este número chegou a 83, segundo a Federação Internacional dos Jornalistas (IFJ).

Os números mostram que, apesar dos acontecimentos desencadeados com guerra no Iraque serem considerados fatores principais para esse aumento, sabe-se que as mortes e agressões não se restringem a esse país ou ao Oriente Médio. Nos últimos meses, uma grande quantidade de casos ocorreu também na Rússia e em países da América Latina.

Em resposta a esse clima de violência, os jornalistas formaram o International News Safety Institute (Insi), com o objetivo de garantir a segurança dos representantes da mídia. A organização, além de reportar ataques diariamente, ainda oferece dicas sobre como minimizar os riscos em zonas de perigo. O assunto foi uma das principais pautas da última conferência anual da IFJ, que aconteceu em Atenas, em maio deste ano. Informações de Patrick Jackson [BBC, 27/8/04]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem