Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > INTERNET

NYT debate plano de conteúdo pago na rede

23/02/2010 na edição 578

Representantes do New York Times participaram de um debate realizado pelo site paidContent.org em Nova York sobre o projeto de cobrança de conteúdo online, anunciado em janeiro. A presidente e CEO Janet Robinson deixou claro que a questão é prática e é vista dentro da empresa como uma solução para que o jornal possa aumentar seus lucros combinando a receita publicitária com o dinheiro pago por internautas pelo conteúdo.

A ideia do diário é conseguir ampliar a receita sem perder sua posição de liderança entre os sites de jornais. Para tanto, a cobrança será combinada com algum conteúdo gratuito. Além disso, novos usuários não terão, de início, que pagar para acessar o site. A assinatura começa se eles se tornam leitores assíduos. O publisher do Times, Arthur Sulzberger Jr, diz não temer que o site perca sua relevância com a criação do modelo de pagamento. ‘Você perde relevância quando para de produzir jornalismo de alta qualidade. O New York Times não é jornal com maior circulação em Nova York desde 1851, e ainda assim ninguém contesta que ele seja o jornal mais relevante de Nova York’, afirma.

O projeto tem previsão de início para 2011. O Times experimentou a cobrança de conteúdo na rede pela primeira vez em 2005. O serviço intitulado Times Select consistia no pagamento por colunas, editoriais e matérias de arquivo. A assinatura anual custava cerca de 40 dólares. O Times Select durou até 2007. Na ocasião, o jornal avaliou que valeria mais a pena aumentar a receita publicitária ampliando o tráfego com o acesso gratuito. Com informações de Mercedes Bunz [Guardian.co.uk, 22/2/10].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem