Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1043
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

NYTimes considera cobrar por conteúdo na rede

05/02/2009

Menos de dois anos após encerrar seu programa de conteúdo por assinatura, o sítio do New York Times pode voltar a cobrar por acesso. Hoje, a grande maioria dos serviços do sítio é gratuita. Segundo o editor-executivo Bill Keller, entretanto, a companhia começou a examinar a possibilidade de passar a cobrar por parte do conteúdo ou até pelo acesso total à página.


O anúncio de Keller reflete o mau período atravessado pela New York Times Company. Terceira maior companhia de jornais dos EUA, ela apresentou declínio de 48% nos lucros do quatro trimestre de 2008, já demitiu funcionários, considera hipotecar sua sede e procura compradores para o time de baseball Boston Red Sox, além de ter aceito, recentemente, ajuda financeira do empresário bilionário Carlos Slim.


Em 2007, o sítio do Times desistiu do serviço de assinatura online Times Select, que cobrava por parte do conteúdo – incluindo os artigos dos colunistas do jornal – e gerava renda de cerca de US$ 10 milhões por ano. O problema, diz Keller, é que o serviço limitava o número de leitores atingidos pelos anúncios publicitários, o que desagradava os anunciantes. ‘A lição daquela experiência, entretanto, não foi a de que os leitores não pagam por conteúdo’, afirma o editor-executivo, citando sítios rentáveis que cobram pelo acesso, como o Wall Street Journal e o Financial Times. Informações de Greg Bensinger [Bloomberg, 3/2/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem