Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 23 E 24/1

O Estado de S. Paulo

26/01/2010 na edição 574

PRESIDENTE
Revista ironiza filme de Lula: ‘É bom demais’

‘Uma reportagem publicada nesta quinta-feira na revista britânica The Economist afirma que o Lula apresentado no filme Lula, o Filho do Brasil ‘é bom demais para ser verdade’. O artigo diz que o filme conta a história de um garoto pobre que subiu na vida, ‘cujas virtudes foram capturadas em close-up, mas cujos defeitos ficaram na mesa de edição’. ‘(Lula) é bom demais para ser verdade: estudante perfeito, marido perfeito e um político moderado que repudia a violência’, diz o artigo. ‘É uma pena. Uma versão com mais nuances não diminuiria a formidável trajetória e as conquistas de Lula’.

O artigo leva o título Lula, Higienizado, porque, para o autor, o filme ameniza ou apresenta versões completamente diferentes do que teria sido narrado na biografia em que o filme foi baseado. ‘É uma versão adocicada’, diz o texto.

Como exemplo, o artigo cita um incidente narrado no livro e que teria sido aprovado por Lula, o episódio em que o diretor de uma fábrica em greve é atirado de uma janela. No filme, Lula se distancia da fábrica chocado, o que seria ‘vergonhoso’, diz o texto.’

 

INTERNET
Cláudia Trevisan

Hillary critica censura ao Google e irrita Pequim

‘A ameaça do Google de sair da China e o enfático discurso feito pela secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, na quinta-feira, contra a censura na internet, colocaram Pequim e Washington em rota de colisão. O porta-voz da chancelaria chinesa, Ma Zhaoxu, afirmou ontem que os EUA fazem acusações ‘sem fundamento’ contra a China. Para ele, as declarações de Hillary são ‘prejudiciais’ às relações entre os dois países.

Pouco mais de uma semana depois de o Google anunciar que pode deixar a China em razão da ação de hackers e da censura, Hillary conclamou as empresas de tecnologia dos EUA a não aceitar restrições ao livre fluxo de informação online. ‘Isso precisa ser parte de nossa marca nacional’, declarou.

Quando criou seu site na China, em 2006, o Google concordou em incorporar em seu sistema de busca os critérios de censura de Pequim, que bloqueia o acesso a informações consideradas ‘sensíveis’ pelo Partido Comunista.

Na semana passada, a empresa afirmou que só permanecerá na China se chegar a um acordo com as autoridades para o oferecimento de seus serviços sem restrições, o que é considerado muito improvável.

ATAQUES

O discurso feito por Hillary tratou especificamente da liberdade na internet e citou a China como um dos países onde houve retrocesso nessa área no ano passado. Ela mencionou o caso Google e ressaltou que as autoridades chinesas devem investigar as alegações da empresa de que foi alvo de ataques de hackers que operam na China.

Segundo Hillary, o que está em jogo é a construção de ‘um planeta com uma internet, uma comunidade global e um corpo de conhecimento que beneficia e une a todos’, contra o modelo de ‘um planeta fragmentado, no qual o acesso à informação e as oportunidades dependem de onde você vive e do humor dos censores’.

O porta-voz da chancelaria respondeu que a internet na China é aberta e disse que a legislação do país proíbe a ação de hackers e a invasão de privacidade dos cidadãos. Mas centenas de sites são inacessíveis no país, incluindo alguns dos mais acessados, como a página de relacionamentos Facebook, o serviço de microblog do Twitter e o YouTube, que exibe vídeos. Nos últimos dois dias, o governo chinês subiu o tom do embate com o Google e acusou a multinacional americana de ser um instrumento da política externa de Washington.

Vários jornais oficiais chineses publicaram editoriais nessa mesma linha, nos quais é ressaltado o fato de a companhia americana ter sido uma das grandes financiadoras da campanha do presidente dos EUA, Barack Obama. ‘O maior site de buscas do mundo, antes festejado por muitos chineses como símbolo da inovação global, agora está prestes a se tornar uma bola de futebol jogada pela Casa Branca, o que provocou reação forte e hostil de alguns usuários chineses’, publicou em seu editorial o Global Times, jornal ligado ao Partido Comunista.’

 

TELEVISÃO
Keila Jimenez

SBT quer Hebe no ar

‘Se depender do SBT, Hebe Camargo volta ao batente com a nova grade programação do canal, no fim de fevereiro. Essa é uma vontade da loira e da emissora de Silvio Santos. Mesmo com a apresentadora em pleno tratamento de um câncer, a produção de Hebe já foi convocada a voltar aos trabalhos no início de fevereiro, assim como os demais programas da casa que estão em férias.

A ideia no SBT é adequar as gravações de Hebe à agenda e disposição da apresentadora, que já mostrou total interesse em voltar a trabalhar assim que se sentir melhor.

Hebe será submetida a sessões de quimioterapia mensais – por cinco meses – e só ficará internada se tiver alguma complicação referente ao tratamento.

No SBT, há quem aposte que a loira voltará ao ar só em junho, com o fim de seu tratamento, mas a produção de sua atração está confiante na força de Hebe.

O que ainda não está definido é se o programa continuará ou não nas noites de segunda-feira, que promete estar lotada de novidades em março. O SBT deve estrear sua nova programação no dia 22 de fevereiro, com a novela Uma Rosa com Amor.’

 

Entre-linhas

‘Nem solteiros nem desfile de beldades na piscina, nada fez A Fazenda 2 emplacar. No entanto, uma terceira edição do reality vem por aí e deve estrear bem mais cedo do que o esperado.

Para ajudar a compor o elenco de famosos do seu próximo confinamento, a Record pretende abrir votação do público em seu portal, o R7.

Foram muitos os pedidos e anos de espera. Está saindo do forno da Globo Marcas o DVD com compilado da minissérie Grande Sertão Veredas, uma das maiores obras da televisão brasileira.

O Conta Corrente de hoje, às 13h30, na Globo News, traz entrevista com o marqueteiro da campanha de Barack Obama, Peter Giangreco.

Canal de pay-per-view de lutas, o Premier Combate está ganhando cara nova. Novos cenários, com elementos em 3D, estão entre as novidades.

Família Schürmann? Não. Quem vai dar a volta ao mundo em um veleiro desta vez é o navegador Aleixo Belov, ao lado da mulher, dos dois filhos e do cineasta Paulo Alcântara, responsável pelo registro da viagem. O material dará origem à série Diário de Bordo, que estreia amanhã, na TVE Bahia.

Malhação amarga uma de suas piores médias: 16 pontos de ibope. Já o Vale a Pena Ver de Novo vai bem: Alma Gêmea registrou na quinta-feira média de 23 pontos de audiência.’

 

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Comunique-se

Carta Capital

Terra Magazine

Agência Carta Maior

Veja

Tiago Dória Weblog

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem