Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1050
Menu

ENTRE ASPAS >

Obama concede entrevista amigável à Fox News

08/02/2011 na edição 628

Pode-se dizer que a noite [6/2] do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, é a noite mais importante da TV dos EUA. A audiência é tremenda e anunciantes pagam fortunas para produzir e exibir comerciais inéditos durante a partida. O governo sabe disso e também entra na festa. Desde que se tornou presidente, Barack Obama concede uma entrevista na noite do Super Bowl. No primeiro ano foi entrevistado por Matt Lauer, da NBC; no segundo, por Katie Couric, da CBS.

Em 2011, a surpresa. Obama concederia sua entrevista a Bill O’Reilly, o conservador âncora da conservadora emissora Fox News. A Casa Branca e a Fox News não têm uma boa relação. Pode-se dizer que ela ultrapassa a relação usual entre governo e imprensa, em que cada lado cuida de seus interesses e por vezes ocorrem embates. O canal já foi chamado de ‘braço de comunicação do Partido Republicano’ pela então diretora de comunicações de Obama, Anita Dunn, e chegou a ser excluído de uma lista de emissoras que entrevistariam o presidente sobre sua reforma no sistema de saúde americano.

Todos vencedores

Desta vez, a entrevista com O’Reilly fez parte da cobertura do Super Bowl – a Fox transmitiu o jogo. O site Politico sentenciou: ninguém espera que uma entrevista mude a rivalidade entre a Fox News e a Casa Branca democrata, mas o tamanho da audiência deste domingo específico e a chance de o presidente e um de seus principais críticos se enfrentarem no ringue midiático possibilitam que o evento seja positivo para os dois lados.

A entrevista foi tranquila. Os assuntos foram variados, desde a reforma na saúde, passando pela crise no Egito e chegando ao futebol americano, grande estrela da noite. O’Reilly perguntou ao presidente se o incomodava o fato de tanta gente o odiar – ele afirmou que havia feito a mesma pergunta ao republicano George W. Bush. ‘As pessoas que não gostam de você não te conhecem. As pessoas que te odeiam não te conhecem. O que elas odeiam é uma imagem distorcida de você. Elas não te conhecem, e, assim, você não leva para o lado pessoal’, respondeu Obama.

O’Reilly também aproveitou para agradecer ao governo por ter ajudado no resgate a jornalistas da Fox detidos no Cairo. ‘Foi você, foi Robert Gibbs [porta-voz da Casa Branca], foi o Departamento de Estado que realmente salvaram eles e nós agradecemos’, disse o âncora. Obama respondeu que os jornalistas haviam demonstrado uma enorme coragem, ‘como tantos outros jornalistas em todo o mundo’, e por isso era importante garantir que eles estivessem em segurança e defender os princípios de liberdade de expressão e de imprensa. ‘Este é um valor universal com o qual nós nos importamos e eu sei que a Fox também se importa’, completou. Com informações da AP e do Huffington Post [6/2/11].

***

Veja a entrevista [em inglês]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem