Terça-feira, 19 de Março de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1028
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Obama faz primeira coletiva de imprensa

11/02/2009 na edição 524

Quase 37 milhões telespectadores dos EUA assistiram à primeira coletiva de imprensa de Barack Obama na Casa Branca, na noite de segunda-feira (9/2). A entrevista durou cerca de uma hora e foi exibida no horário nobre pelas maiores emissoras abertas americanas, além dos canais de notícias a cabo.


A Casa Branca decidiu com antecedência os jornalistas que participariam da coletiva e, na noite de segunda, os correspondentes de veículos como Wall Street Journal, Chicago Tribune, Time e Newsweek não estavam na lista. Em compensação, lá estava Sam Stein, 26 anos, repórter do sítio Huffington Post. Era Obama quem chamava os jornalistas para fazer as perguntas, e Stein foi um dos escolhidos, já no final da entrevista – sinalizando uma mudança na relação entre a Casa Branca e o jornalismo de internet. O blog liberal Huffington Post foi criado em 2005, pela ex-socialite Arianna Huffington, como alternativa ao conservador Drudge Report. Com uma mistura de notícias, fofocas políticas e colunistas, o blog cresceu e hoje conta com uma pequena equipe de jornalistas.


Veterana


Além da inovação, Obama também fez questão de manter a tradição. Na primeira fileira, estava sentada a veterana correspondente Helen Thomas, 88 anos e 10 presidentes do currículo. Helen, hoje colunista da Hearst Newspapers, acompanha a Casa Branca desde o governo de John F. Kennedy. Ao chamá-la para a pergunta, Obama não resistiu. ‘Vamos lá, Helen. Este é meu momento inaugural aqui. Estou bem ansioso’, brincou. A jornalista não retornou o gracejo, indo direto ao ponto: ‘O senhor tem conhecimento de algum país no Oriente Médio que tenha armas nucleares?’


Além de terrorismo, Irã e Afeganistão, o presidente também respondeu a perguntas sobre bipartidarismo, sobre o jogador de baseball Alex Rodriguez, que admitiu recentemente ter usado esteróides, e sobre a economia. Obama deu início à entrevista com uma abertura de sete minutos sobre seu programa de estímulo econômico para enfrentar a recessão. Logo depois, respondeu a 13 questões. Informações da Reuters, AP e do New York Times [10/2/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem