Sábado, 20 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1033
Menu

CADERNO DO LEITOR >

Oposição acusa governo de tentar silenciar mídia

06/03/2009 na edição 527

Um repórter crítico ao governo do Quirguistão foi esfaqueado e agredido esta semana, em um ataque descrito pelos partidos de oposição como uma tentativa de erradicar a liberdade de expressão no país. Segundo o editor Turat Akimov, o jornalista Syrgak Abdyldayev, do semanário Reporter-Bishkek, foi atacado quando deixava a redação. O ministro do Interior, Moldomusa Kongantiyev, encarregou-se pessoalmente da investigação.


Críticos ao presidente Kurmanbek Bakiyev alegam que o governo está tentando abafar a oposição antes que seja pedida uma eleição presidencial mais cedo este ano. Falta de energia e altos índices de desemprego estão causando um crescente descontentamento na ex-nação soviética. ‘Ataques a jornalistas – e até mesmo assassinatos – vêm ocorrendo cada vez mais, colocando em perigo não só os repórteres como também a liberdade de expressão como um todo’, comentou o partido de oposição Ata-Meken. Uma revolta popular em 2005 tirou do poder o antecessor de Bakiyev, Askar Akayev.


As condições da imprensa deterioraram-se nos últimos três anos, com jornalistas rotineiramente enfrentando condenações. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas condenou o ataque a Abdyldayev. ‘O Quirguistão não deve permitir impunidade aos ataques a repórteres com o intuito de silenciar a mídia’, afirmou Nina Ognianova, coordenadora do CPJ na Europa e Ásia Central. Informações de Leila Saralayeva [AP, 4/3/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem