Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CADERNO DO LEITOR > TAILÂNDIA

Pela segunda vez, Economist é banida no país

29/01/2009 na edição 522

Os tailandeses não terão acesso à edição mais recente da revista britânica Economist – a não ser que consigam um exemplar fora do país. Esta é a segunda vez que a publicação não é distribuída na Tailândia. Assinantes receberam um e-mail informando que a distribuidora Asia Books decidiu não entregar as cópias da edição de 24/1. O motivo seria um artigo sobre a monarquia tailandesa, que cita um autor australiano preso há três anos por ter difamado o rei em uma biografia não-autorizada proibida no país.


A Tailândia é uma monarquia constitucional, o que limita o poder oficial do rei, mas conta com leis severas que podem punir qualquer pessoa que ‘difame, insulte ou ameace’ qualquer membro da família real com três a 15 anos de prisão. A imprensa do país freqüentemente se auto-censura quando o assunto envolve a monarquia. Autoridades já bloquearam mais de dois mil sítios de internet.


O rei Bhumibol Adulyadej, de 81 anos, é visto entre a população como um defensor dos pobres e oprimidos. No passado, ele financiou projetos de desenvolvimento em áreas rurais. Até recentemente, não eram comuns condenações por insulto à monarquia. No entanto, na medida em que aumenta no país o debate sobre a sucessão de Bhumibol, cresce o controle sobre informações que dizem respeito à família real. Desde os anos 60, o rei detém influência política significativa em momentos de crise. Informações de Ambika Ahuja [AP, 27/1/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem