Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > TELETIPO

Pesquisa favoreceu Kerry em 26 estados

25/01/2005 na edição 313

Estudo da Edison Media Research e Mitofsky International aponta que a pesquisa de boca-de-urna na eleição presidencial americana foi mais imprecisa que de costume, exagerando a votação de John Kerry. Joel Roberts, da CBS News [20/1/05], comenta que o democrata teve resultados superestimados em 26 estados, contra apenas quatro pró-Bush. Os pesquisadores não acharam indícios de que a incorreção tenha sido intencional. O principal motivo seria que os eleitores de Kerry se mostraram mais dispostos a responder à enquete do que os de Bush. O relatório apresenta sugestões para a próxima pesquisa de boca-de-urna, entre elas melhor seleção, treinamento e supervisão dos entrevistadores, e maior cooperação com as autoridades eleitorais.



Jornalista libertado após 44 anos

O jornalista Wilbert Rideau, preso nos EUA há 44 anos por assassinato, foi solto em 15/1. Segundo informações de Adam Liptak [The New York Times, 17/1/05], Rideau foi preso em 1961 por assaltar um banco no estado de Lousianna, e matar uma refém. Julgado em 1961, 1964 e 1970, foi condenado à pena de morte. A Justiça considerou os três julgamentos inconstitucionais, pois o júri era composto inteiramente por brancos – Rideau é negro. O quarto júri, na semana passada, mudou a categoria de homicídio culposo para doloso (sem premeditação), com pena máxima de 21 anos. Preso aos 19 anos, Rideau completou sua alfabetização na cadeia, tornou-se editor de um jornal da prisão chamado The Angolite, ganhou o prêmio George Polk – um dos mais honrosos dos EUA – e co-dirigiu o documentário indicado ao Oscar The farm: Angola, EUA.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem