Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Policiais fazem batida em jornal italiano

24/08/2004 na edição 291

Policiais invadiram a redação do jornal italiano Gente, em Milão, e a casa do repórter Gennaro De Stefano, em Roma, em 16/8. O objetivo da batida, ordenada pelo procurador de Gênova, era encontrar importantes documentos referentes aos conflitos nas ruas durante a Cúpula do G-8, realizada na cidade em 2001.

Durante a busca, De Stefano e o editor do jornal semanal, Umberto Brindani, foram informados de que seus nomes estavam em uma lista de pessoas acusadas de posse ilegal de documentos. A polícia apreendeu material da redação do Gente, que está prestes a publicar os resultados de sua própria investigação sobre os acontecimentos de 2001.

A organização Repórteres Sem Fronteiras [17/8/04] condenou a batida policial, afirmando se tratar de um ‘sério ataque ao jornalismo investigativo’ e uma violação aos direitos humanos. ‘Estas buscas ameaçam o direito ao sigilo das fontes jornalísticas e infringem as regras do Tribunal Europeu de Direitos Humanos’, disse a RSF.

O protesto parte do princípio de que a ação policial violaria o artigo 10 da Convenção Européia dos Direitos Humanos – a não ser que esta ação pudesse ser justificada por uma necessidade social. Como o caso em questão data de três anos atrás, esta justificativa não poderia ser aplicada.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem