Sábado, 22 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

MONITOR DA IMPRENSA > GRÃ-BRETANHA

Prefeito de Londres ofende repórter judeu

22/02/2005 na edição 317

Na semana passada, enquanto o Comitê Olímpico Internacional visitava Londres para avaliar a candidatura da cidade na disputa pela sede dos jogos olímpicos de 2012, outro assunto roubou a atenção dos jornais locais. O prefeito londrino, Ken Livingstone, envolveu-se em confusão com a imprensa ao ofender um repórter do jornal Evening Standard, e até o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, entrou na história para pedir sua retratação.

Abordado pelo jornalista Oliver Finegold na saída de uma festa em apoio à comunidade gay, há duas semanas, Livingstone se irritou e o comparou a um criminoso de guerra alemão. O repórter lhe disse que era judeu, e o prefeito rebateu: ‘Você pode ser judeu, mas se comporta como um guarda de campo de concentração’. Livingstone disse ainda que Finegold deveria trabalhar para uma companhia que não tivesse apoiado o fascismo – o jornal Daily Mail, que pertence à Associated Newspapers, mesma empresa do ES, teria ‘flertado’ com o fascismo na década de 30.

Livingstone tem relação estremecida com os dois jornais há anos. A assessoria do prefeito acusou o ES de ‘assédio em evento predominantemente gay’, e ele afirmou que não se desculparia por não acreditar que tenha feito algo errado.

Segundo o jornal The Independent [14/2/05], a secretária de Cultura, Tessa Jowell, pediu, no começo da semana passada, que Livingstone se desculpasse. Depois foi a vez, como reporta o Times [16/2/05], de Tony Blair se manifestar. Em entrevista no Channel 5, o primeiro-ministro disse que a atitude mais sensata seria ‘pedir desculpas e seguir em frente’. Ele afirmou que muitos políticos ficam ‘irritados com jornalistas de vez em quando’, mas defendeu que, nestas circunstâncias, o melhor que o prefeito tem a fazer é se desculpar.

Depois de tanta pressão, Livingstone concordou em falar sobre o assunto. Em coletiva de imprensa para promover a candidatura da cidade, ele disse que divulgaria uma declaração em 22/2, e que, antes disso, só responderia a perguntas sobre os jogos olímpicos. Com informações de Jason Deans [The Guardian, 18/2/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem