Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

MONITOR DA IMPRENSA > TURQUIA

Premiê em guerra com cartunistas

01/03/2005 na edição 318

A Associação de Cartunistas Turcos reuniu em Istambul, na semana passada, os mais conhecidos cartunistas políticos do país para protestar contra a repressão do governo. O primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, processou recentemente dois cartunistas por difamação – e saiu vitorioso dos processos.

Musa Kart, do jornal Cumhuriyet, e Sefer Selvi, do Evrensel, foram condenados a pagar multas de cerca de US$ 3.500 por ‘ferir a honra de Erdogan’. No desenho de Selvi, o primeiro-ministro era retratado como um cavalo, sendo conduzido por um de seus assessores.

Até pouco tempo atrás, jornalistas turcos eram torturados e presos com freqüência por expressão opinião contra o governo. Desde que chegou ao poder, em 2002, Erdogan deu início a uma série de reformas – entre elas o perdão a jornalistas condenados no exercício da profissão e o aumento da proteção à liberdade de expressão – com o objetivo de impressionar a União Européia, que a Turquia quer integrar. As ações legais contra cartunistas e jornalistas, que já somam mais de 50, minam estes esforços do primeiro-ministro, afirma Amberin Zaman [Los Angeles Times, 24/2/05].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem