Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

MONITOR DA IMPRENSA > RÚSSIA

Premiê proíbe sessões televisionadas do governo

19/10/2007 na edição 455

O primeiro-ministro russo, Viktor Zubkov, suspendeu esta semana a transmissão ao vivo das sessões do gabinete de ministros, alegando que as câmeras de TV reprimiam o debate. A prática de divulgá-las, instituída pelo predecessor de Zubkov, Mikhail Fradkov, dava aos telespectadores a rara oportunidade de checar o modo como o governo trabalha e também servia para entreter, devido às atitudes inusitadas de alguns ministros.


Na sessão de quinta-feira (18/10), Zubkov abriu a reunião parabenizando a seleção russa de futebol pela vitória contra a Inglaterra, nas eliminatórias da EuroCopa 2008; em seguida, o sinal foi cortado, sem aviso prévio. ‘Até onde eu saiba, esta é uma prática em geral aceitável’, afirmou o porta-voz do governo, Alexander Zharov, em relação à decisão de interromper as transmissões. ‘É mais confortável para os ministros trabalharem’. Zharov anunciou que os ministros responderão às perguntas de jornalistas ao final de cada sessão.


Sob a administração de Fradkov, os encontros eram palcos para encenações políticas. O ex-primeiro-ministro cometia erros gramaticais e usava provérbios simples – o que gerou uma nova expressão para se referir a este tipo de linguagem: ‘fradkismo’. Fradkov, que hoje chefia o serviço de espionagem russo, era visto debatendo sobre os mais diversos assuntos com o então ministro da Economia, German Gref; as conversas iam de cavalos a macroeconomia. Informações de Gleb Bryanski [Reuters, 18/10/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem