Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

MONITOR DA IMPRENSA > BIELORRÚSSIA

Presidente quer mais censura à rede

18/12/2009 na edição 568


O presidente da Bielorrússia Alexander Lukashenko emitiu um decreto para tornar mais rígido o controle da internet na ex-república soviética. Será estabelecido um centro analítico e operacional para controlar o registro de endereços no domínio nacional e restringir informação na rede, que se tornou o único fórum para debate de oposição, diante do controle do estado de quase toda a imprensa. O decreto também irá forçar servidores de internet a entregar informações de seus usuários a pedido da polícia, promotores e cortes.


Antes mesmo do decreto, servidores de internet no país já haviam reclamado que o monopólio das telecomunicações de propriedade do governo corta o acesso a sites independentes durante eleições e referendos. Sob a lei bielorrusa, um decreto presidencial só requer a assinatura de Lukashenko para ser colocada em prática.


Para Natalya Radina, administradora do maior site popular de oposição, o Charter97.org, o decreto foi criado de olho nas eleições presidenciais, planejadas para 2011. ‘As autoridades estão com medo da internet, porque hoje ela é a única fonte de informações verídicas sobre o que está acontecendo no país’, opinou. ‘Com ele, o governo poderá bloquear qualquer site, identificar e perseguir jornalistas que trabalham com publicações online’. Informações da AFP [17/12/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem