Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

CADERNO DO LEITOR > RÚSSIA

Presos dois suspeitos de assassinato de repórter

04/11/2009 na edição 562

Duas pessoas foram presas, nesta quarta-feira [4/11], pelo assassinato do advogado Stanislav Markelov e da jornalista Anastasia Baburova, em janeiro, em Moscou. A informação foi divulgada pela agência de notícias Interfax, mas não foi confirmada pelo governo. Os suspeitos seriam ex-membros da Unidade Nacional Russa, grupo neofascista que se tornou conhecido no fim da década de 90 e foi banido em várias regiões do país. O ataque teria sido voltado a Markelov, especializado em direitos humanos, porque ele representava vítimas de agressões dos nacionalistas. O advogado de Aleksandr Barkshakov, ex-líder da Unidade Nacional Russa, negou que a organização tenha ligação com o crime – ou que já tenha cometido assassinatos.


Markelov, de 34 anos, e Anastasia, de 25, foram mortos a tiros quando deixavam uma coletiva de imprensa em Moscou. O advogado havia passado uma década representando casos de direitos humanos contra militares russos, líderes chechenos e neofascistas. Uma de suas clientes era a jornalista Anna Politkovskaya, assassinada em 2006. Anastasia era repórter do jornal Novaya Gazeta, mesma publicação onde trabalhava Anna. Informações de Ellen Barry [The New York Times, 4/11/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem