Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > PÂNICO NA TV

Processo controverso

Por Fernando Schweitzer, de Buenos Aires em 02/03/2010 na edição 579

Os advogados da Globo estudam medidas judiciais contra a invasão do reality show Big Brother Brasil pelo Pânico na TV? É sério?, perguntei-me anestesiado. Motivos da indignação dos senhores da cúpula da emissora? Neste domingo, 21 de fevereiro, o Pânico na TV mostrou imagens de um ‘impostor’, o personagem De Lari, invadindo a platéia de BBB, no dia em que Tessalia foi eliminada. O impostor se passou por amigo da eliminada, infiltrando-se nas torcidas acompanhado por um segundo impostor, Toupeira, esse que filmou De Lari passando facilmente pela portaria, tomando lanche e na torcida, ao lado da família de Tessalia.

O Pânico na TV!, desde sua estréia no ano de 2003, tem como formato desmistificar e desglamourizar a mídia. Ou seja, me parece natural ter como alvo de um dos seus quadros hoje de maior repercussão, seja o programa que justa ou injustamente é o mais assistido do país. Vide posteriormente entraram com o mesmo estratagema no meio político, como no caso da sunga dada por Sabrina Sato ao senador Eduardo Suplicy. Caso que deu muito o que falar, também como seu famoso cartão vermelho dado a Sarney, presidente indiciado do Senado.

As razões de indignação dentre muitas também é que a personagem que apareceu no programa da Globo, torcendo ao lado da mãe de Tessalia. Muito mais indignou a emissora carioca fora o fato de ele ao final, subir ao palco para abraçar a eliminada. Como mostrou a Rede TV!, ainda com imagens de Pedro Bial antes de BBB, aquecendo a platéia antes de entrar no ar, jogando perfume na platéia e cantando Palco, de Gilberto Gil.

‘Medidas serão tomadas’

A Rede Globo quer processar a Rede TV! e em nota afirmou que a emissora ‘pecou pelo excesso, passou do limite da concorrência saudável. Ao invadir o set de um programa, a Rede TV! violou um segredo industrial’. E que ‘ao mostrar imagens dos bastidores de um programa, apropriou-se de um formato’. Mas esta história, ademais de polêmica, tem algumas contradições em seu desenrolar.

Segundo o blog de Daniel Castro, do R7, ‘foi armação o material que o Pânico na TV apresentou ontem como uma invasão aos bastidores de Big Brother Brasil’. ‘Não houve invasão’, disse agora há pouco J. B. Oliveira, o Boninho, diretor-geral do programa. Segundo a produção do BBB, Higor Corrêa está na lista, em poder da Globo, de pessoas autorizadas pela mãe de Tessalia a entrar no auditório de BBB. Isso explica a intimidade que o impostor aparenta com a família da eliminada, pois o produtor Higor chegou até ao ponto de segurar a filha de Tessalia no colo.

Mas creio que há algo de podre no reino da vênus platinada. Tessalia se apressou em se justificar, via Twitter: ‘Quero enfatizar que não estou satisfeita com as atitudes referentes à gravação do @programapanico e que medidas serão tomadas. #FimdePapo’, escreveu dia 22 de fevereiro.

Reforçar medidas de segurança

Perguntar-me-ei, então, se é uma farsa qual seria o motivo do processo? A ridicularização ou desmistificação da figura do jornalista padrão Pedro Bial, que hoje é chefe de picadeiro via TV? Já que agora é conhecido como Pai Bial da água de cheiro. Ou teria mais algum motivo? Violação de segredo industrial seria ridículo. Por acaso a Globo criou a televisão? Ou têm eles algum método tão inovador e revolucionário que difere dos métodos tradicionais de produção de um programa de auditório?

A volta do Pânico na TV ao vivo marcou nove pontos de média e 13 de pico. O programa exibiu uma entrevista em que Zina o ‘comediante’ preso por porte de arma, se dizia arrependido dos seus erros. Segundo Emílio Zurita afirmou no programa, que Zina continua sendo funcionário da Rede TV!, mas ficará de fora do Pânico enquanto responder a processos na Justiça. Talvez esse sim seja o grande erro da mídia e do programa, chamá-lo de comediante. Agora convenhamos que entrar na justiça por essa invasão, que muitas mídias dão como combinada e eu também sou desta ordem e linha de pensamento é baboseira da grossa. Antes um quadro falso de um impostor que chamar Zina de comediante.

Segundo a Central Globo de Comunicação, a emissora irá reforçar as medidas de segurança e está estudando quais são as medidas jurídicas cabíveis contra a Rede TV!. Fato certo é que a direção global ao dizer hora que o integrante do Pânico estava na lista de convidados, hora que vai processar a emissora é um tanto complexo. Há controvérsias aí, meu povo.

******

Ator, diretor teatral, cantor, escritor e jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem