Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

MONITOR DA IMPRENSA >

Produtores da al-Jazira presos sem explicação

18/06/2009 na edição 542


A agência de inteligência do Afeganistão deteve dois produtores afegãos que trabalham para a emissora al-Jazira, sem dar explicações para a ação, noticia a AFP [15/6/09]. Qais Azimi, produtor do serviço em inglês da rede, foi convocado a comparecer aos escritórios do serviço secreto Direção Nacional para a Segurança no final de semana, mas não teve permissão para deixar o local. Já o produtor do serviço em árabe Hamidullah Mohammad Shah foi detido nos escritórios da emissora no centro de Cabul. ‘A al-Jazira está muito preocupada com o bem-estar de dois de nossos produtores em Cabul, que estão detidos pelo serviço secreto afegão’, declarou a rede. ‘Ambos foram presos no final de semana e não conseguimos fazer contato com eles desde então’.


Para o jornalista da al-Jazira Waliullah Shaheen, a prisão de Shah pode estar relacionada a sua breve detenção por insurgentes talibãs na província de Kunar, no mês passado. Na ocasião, militantes roubaram, além de dinheiro e celular, a credencial de imprensa do produtor, que lhe dá acesso ao palácio presidencial. ‘Eles falaram que iriam fazer algumas questões a Shah sobre a perda da credencial’, afirmou. A al-Jazira chegou a comunicar o roubo ao gabinete do presidente Hamid Karzai, que desde então fez um recall de todas as credenciais de imprensa que davam acesso ao palácio.


Já Qais Azimi viajou para a província de Kunduz, onde encontrou militantes talibãs e fez algumas filmagens que foram ao ar na semana passada. ‘Achamos que Qais foi levado por conta de sua viagem e imagens gravadas por ele’, diz Shaheen. ‘Nossos colegas não fizeram nada de errado e queremos que eles sejam libertados imediatamente’.


Jornalistas afegãos sofrem pressão de todos os lados, desde a insurgência até as autoridades oficiais do país. Nowra Jan Baheer, repórter de uma rádio da província de Khost, foi detido por duas noites pelo Exército americano, este mês, após ter sido preso durante uma incursão a emissoras radicais. Posteriormente, o Exército reconheceu que prendeu Baheer por engano.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem