Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

MONITOR DA IMPRENSA > JORNALISMO NA CHINA

Profissão ‘perigosa, mas admirável’

16/11/2004 na edição 303

Um levantamento feito pelo jornal Chinese Business View em 8/11 mostrou que a maioria da população chinesa tem consciência da importância do trabalho dos jornalistas e dos riscos que esses profissionais correm no exercício da profissão. De acordo com a pesquisa, 90% dos 4.446 entrevistados (em sua maioria entre 18 e 40 anos e residentes de grandes e médias cidades) apóiam a criação de uma legislação no país para proteger os direitos dos jornalistas.

Os números mostraram que 74% do público julga os jornalistas como ‘pessoas com grande responsabilidade social’; mais de 95% acreditam que eles prestam uma enorme contribuição para o desenvolvimento social; e 95,7% acham que a opinião pública é importante para promover o desenvolvimento econômico e a democracia. Foi o que informou a agência de notícias Xinhuanet [8/11/04].

Levando-se em conta as duras medidas do governo chinês contra a liberdade de imprensa, a profissão no país é considerada perigosa, no entanto admirável, por 74,6% da população. Infelizmente, esse sentimento não é infundado. Um levantamento feito com jornalistas chineses em 2003 pela Associação de Jornalistas da China, organização que fornece consulta e apoio legal aos profissionais de imprensa, mostrou que mais da metade dos 1.476 jornalistas entrevistados já foi impedido de realizar seu trabalho, sofreu agressões e teve equipamentos danificados durante entrevistas e coberturas.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem