Domingo, 18 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1050
Menu

ENTRE ASPAS >

Proposta de lei endurece punições a ataques a jornalistas

02/12/2010 na edição 618

Uma lei que impõe punições mais duras para ataques a jornalistas na Rússia foi submetida à Câmara Baixa do Parlamento, noticia a agência Ria Novosti [26/11/10]. ‘A atual legislação não é suficiente’, afirmou a parlamentar Irina Yarovaya. Se for aprovada, a sentença para os que cometerem violações que coloquem em risco a vida de jornalistas será de seis a 15 anos de prisão. Além disso, as sentenças para os que cometem ofensas menores serão ampliadas de dois para cinco anos.


As propostas surgiram após o ataque brutal ao jornalista Oleg Kashin, em novembro, por conta de suas críticas a grupos de jovens pró-governo e a um controverso projeto de uma estrada. O caso é o mais recente de uma longa série de ataques a repórteres no país, que detém um dos piores índices de segurança de profissionais de mídia no mundo. Com pelo menos 35 jornalistas assassinados entre 2000 e 2009, o International Press Institute coloca a Rússia em quinto lugar no ranking de países mais perigosos para jornalistas – atrás do Iraque, Filipinas, Colômbia e México.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem