Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

MONITOR DA IMPRENSA > TELETIPO

Rádio livre do controle moral nos EUA

21/12/2004 na edição 308

A Comissão Federal de Comunicações (FCC, sigla em inglês) americana decidiu que não cabe a ela julgar se o conteúdo de rádio digital por satélite é indecente, noticia a Broadcasting & Cable [15/12/04]. A autoridade de comunicações dos EUA concluiu que o serviço satelital funciona por assinatura e, por isso, não é de sua alçada. O polêmico apresentador Howard Stern, que saiu do rádio aberto após ser alvo de multas da FCC, encontrou no rádio por satélite um refúgio para sua ‘boca suja’. Ele era o pretexto para o pedido de um advogado de uma empresa de rádio FM para que a questão fosse avaliada pela FCC. A decisão faz com que as operadoras de TV a cabo americanas também respirem aliviadas, pois, pelo menos por enquanto, estão livres da cruzada que a comissão, dominada por conservadores, tem empreendido contra o que considera programação ‘imoral’.



Audiência da BBC atinge baixa histórica

Na mesma semana em que o diretor-geral da BBC, Mark Thompson, anunciou que iria cortar milhares de funcionários da emissora pública britânica, ela registrou baixa histórica de audiência, noticia The Independent [14/12/04]. Tudo indica que o canal BBC1 deve cair abaixo da barreira psicológica dos 25% no mês de dezembro. O BBC2 caiu 9% na primeira semana de dezembro e, se continuar assim até o fim do ano, ficará abaixo da média de 10% do total de audiência. Desde 2000, o total de público de BBC1 e BBC2 ficou 9% menor. Essa queda se deve principalmente à concorrência da TV a cabo. Neste ano, pela primeira vez, a televisão paga conseguiu superar em número o público da BBC ou da ITV, ficando com 26% da audiência. A queda da audiência reforça o drama que vive a BBC para renovar sua concessão de financiamento em 2006. A companhia tem que mostrar que sua programação é digna da taxa paga a ela pelos cidadãos britânicos. No entanto, uma pesquisa já mostrou que pelo menos 25% das pessoas acham que seus programas estão aquém do dinheiro que ela recebe.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem